A chegada da actualização Xbox One X para F1 2017 da Codemasters, permitiu ao Digital Foundry olhar para o jogo na nova consola, mas também permitiu compará-lo com a versão PlayStation 4 Pro, que não tiveram a oportunidade de verificar antes.

F1 2017 apresenta a mais recente evolução do Ego Engine da Codemasters, que permite melhores efeitos e um maior número de carros em pista sem prejudicar a performance. Na Xbox One X, F1 2017 usa uma imagem 4K via checkerboard, mas que fica muito próxima da resolução nativa e muito nítida. Existem alguns artefactos na imagem que confirmam não ser nativa, mas a qualidade é na mesma impressionante.

A qualidade de imagem fica muito idêntica à da PlayStation 4 Pro, mas existem duas diferenças que se destacam. A primeira está na qualidade das sombras, que se manifesta em sombras menos nítidas e difusas na Xbox One X, enquanto a PS4 Pro apresenta sombras mais nítidas. É uma questão de gosto, mas existe uma diferença perceptível.

A segunda diferença é um pequeno detalhe que passará ao lado da grande maioria dos jogadores. A consola da Sony apresenta níveis de transição de detalhe superiores, que se manifesta num maior número de árvores presentes no cenário e visíveis no retrovisor. É algo que será extremamente difícil de notar durante gameplay, mas que acontece.

Ao jogar F1 2017 na Pro e na Xbox One X é possível verificar que o trabalho feito para actualizar o jogo para a consola da Sony serviu como base para a actualização na X. Onde a consola da Microsoft consegue uma real diferença é na performance.

F1 2017 usa uma v-sync adaptável e os 60 fotogramas por segundo são o alvo na performance. A Xbox One X consegue segurar muito melhor os 60fps e a Pro sofre com intenso screen-tearing, além das quedas ocasionais para 55fps. É uma clara vitória para a consola da Microsoft, mas que também revela que os esforços de optimização na Pro podiam ter corrido melhor.

A versão Xbox One X consegue oferecer a experiência mais consistente, mas ao contrário de outras actualização, não tens uma diferença tão grande quanto o diferencial nas especificações poderia sugerir.

Publicidade

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Mais artigos pelo Bruno Galvão