EA não abrandará o ritmo das séries Battlefield e Battlefront

Mas não sabe ainda como será com Anthem.

Blake Jorgensen da Electronic Arts esteve presente na mais recente conferência com os investidores e respondeu a algumas questões relacionadas com os próximos meses do actual ano fiscal, que encerra a 31 de Março de 2018.

Jorgensen foi questionado sobre a possibilidade da EA chegar a um ponto em que tem demasiados jogos em desenvolvimento, algo que poderia mudar o ciclo de lançamentos e deixar algumas séries a descansar um ou dois anos.

O homem da Electronic Arts acredita que não existe algo como "demasiados produtos" e que preferem manter o ritmo regular de lançamentos. Acredita que é bom para as séries Battlefield e Battlefront.

Apesar da convicção em manter o ritmo actual para as suas séries já existentes, especialmente porque no caso de Star Wars conseguem alinhar os videojogos com os filmes da Disney, a EA não sabe ainda como será com as novas séries.

É o caso de Anthem, a nova propriedade intelectual apresentada na E3 2017, para a qual a Electronic Arts ainda não decidiu o ritmo de lançamentos.

O ritmo de lançamentos deixa a companhia confortável e acredita que permite crescimento combinado com maiores lucros. No caso das novas propriedades intelectuais, a Electronic Arts ainda não decidiu o que fazer.

Salta para os comentários (9)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (9)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários