Criador de Yakuza fala sobre o futuro da série

E fez uma comparação entre a narrativa dos seus jogos e a de James Bond.

O primeiro jogo de Yakuza chegou ao mercado nipónico em 2005, e desde então a popularidade da série não parou de crescer naquele país. No entanto no Ocidente não teve a mesma sorte, pois nesta região o seu número de vendas é muito inferior às relatadas no Japão. Apesar disto, o jogo já conta com uma base de fãs ocidentais, pela qual a SEGA trabalha para localizar os novos jogos da franquia.

O criador de Yakuza, Toshihiro Nagoshi, falou recentemente com o Gamespot e partilhou algumas informações interessantes sobre as influências do jogo e o futuro da série. Para começar, Nagoshi falou de Yakuza 6: The Song of Life, que supostamente será o final da saga de Kazuma Kiryu.

O produtor revelou que os planos para terminar esta linha narrativa surgiram quando trabalhava em Yakuza 4. "O jogo conta histórias com pessoas reais e dramas reais. Isto foi sempre uma grande característica da série, por isso sempre soube que a história de Kiryu teria que chegar ao fim".

Nagoshi comparou o fim desta história com a série James Bond, que conta com diferentes protagonistas ao longo da sua narrativa. "cada actor coloca o seu próprio estilo ao personagem 007, por isso da mesma forma acreditamos que os diferentes protagonista que usamos serão capazes de passar o testemunho de Kiryu," afirmou ele.

Por fim, ele falou sobre a popularidade dos jogos japoneses no Ocidente. Nagoshi sublinhou o trabalho de jogos como Call of Duty: WW2 e God of War, no entanto esclareceu que nem tudo se trata de vendas, mas sim dos jogadores começarem a consumir produtos que não estão habituados.

"Nem sempre se trata de vendas - claro que a série Yakuza vendeu muito no Japão - mas penso que há pessoas aqui no Ocidente que estão a começar a procurar por jogos que nunca tinham jogado, como Persona 5 e Yakuza 0," finalizou.

Yakuza: Kiwami será lançado no Ocidente no dia 29 de Agosto, enquanto que Yakuza 6: The Song of Life chegará nos primeiros meses de 2018. Ambos são jogos exclusivos da PlayStation 4.

Publicidade

Salta para os comentários (14)

Sobre o Autor

Luís Alves

Luís Alves

Colaborador

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Conteúdos relacionados

Death Stranding promovido como "Exclusivo PlayStation 4" na Gamescom

Hideo Kojima está na Alemanha para promover o jogo.

Xbox apresenta Saldos da Gamescom

Sekiro, Resident Evil 2, Devil May Cry 5 e muito mais em promoção.

Também no site...

Comentários (14)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários