Call of Duty: WW2 não terá suásticas no multijogador

Símbolos nazi estarão presentes na campanha por respeito à história.

Durante a E3 2017 foi apresentado o multijogador de Call of Duty: WW2, dando-nos alguns detalhes sobre o funcionamento do mesmo. Agora a Sledgehammer Games explicou ao Eurogamer a ausência de suásticas e a existência de soldados mulher e de cor entre os nazis no multijogador.

a
A suástica marcará presença apenas na campanha.

"Provavelmente é um dos temas mais debatidos entre nós," comentou Michael Condrey, co-fundador da Sledgehammer Games. "Na campanha precisávamos de um equilíbrio entre o autêntico e histórico por respeito aos 100 milhões de mortos que deixou um dos períodos mais obscuros da humanidade. Por isso, sim as suásticas serão vistas na campanha, de forma mais real e respeitosa possível graças ao nosso assessor histórico," explicou.

"Mas a nossa comunidade global é muito grande no multijogador e no modo zombies, por isso escolhemos deliberadamente incluir mulheres e personagens de cor neste modo. Queremos que a comunidade jogue em conjunto. Para além disso queremos respeitar todos os costumes locais e as leis em redor do mundo. E sinceramente, é um símbolo obscuro, com muitas emoções por detrás, que não penso que encaixe bem no multijogador," acrescentou.

Dado que o multijogador de WW2 será muito completo nas opções de personalização, vamos ter a possibilidade de encontrarmos soldados negros ou mulheres em combate na linha da frente nos dois lados, Aliados e Eixo. Condrey falou uma vez mais da diversão e das possibilidades da comunidade. "O multijogador vai proporcionar à comunidade uma experiência onde se possa divertir a jogar Call of Duty," explicou.

"É mais rápido, existe uma brutalidade muito elevada e diferente dos jogos anteriores, e tomámos certas licenças criativas para oferecer uma experiência que realmente faça com que os fãs a adorem," assinalou. "Tínhamos um desafio, uma vez que na metade do tempo jogarás pelo lado alemão. Desta forma, podes jogar como realmente quiseres sem te preocupares em que lado te encontres," comentou.

"Sim, seremos claros. As coisas não se passaram assim nas fileiras alemãs, somos conhecedores das tensões raciais nos anos 40, por isso eles não tinham soldados alemães negros a lutar ao lado de outros alemães, mas queremos que cada jogador se sinta confortável a jogar," finalizou.

Publicidade

Salta para os comentários (26)

Sobre o Autor

Luís Alves

Luís Alves

Colaborador

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (26)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários