A série Halo podia ter sido um pouco diferente daquilo que conhecemos agora e até podia ter tido outro nome. Através de um especial sobre a história da licença chamada "The Complete Untold History of Halo" que foi publicado no Waypoint, ficámos a conhecer algumas curiosidades sobre esta série que se tornou num ícone para a Microsoft.

O primeiro detalhe é que a Microsoft pensava que o nome Halo não tinha suficiente impacto para ser um sucesso comercial. "Diziam que não significava nada, que tinha que dizer algo às pessoas e que não era uma marca porque não estavas a vender ao público uma tecnologia especial rara, mas sim um jogo onde controlavas super soldados".

No processo a Microsoft chegou a planear vários nomes alternativos que não chegaram a bom porto onde os membros da equipa de desenvolvimento que viveram os começos da série referiram como "disputa constante" que chegou finalmente ao fim quando decidiram acrescentar o subtítulo "Combat Evolved".

"Numa dada altura decidimos aceitar acrescentar um subtítulo. Acreditávamos que era estúpido, mas no final aceitámos. Vieram com isso de Combat Evolved e pensámos que era a coisa mais tonta do mundo. Nem fornecia informação nem dizia nada. Até era gramaticamente estranho," explicaram os entrevistados.

Outra curiosidade sobre a série, é que o Halo original quase que foi lançado no mercado sem o seu popular multijogador, que "esteve prestes a ser cancelado ate ao último momento de desenvolvimento".

Ed Fries, um dos fundadores da Xbox, também sublinhou que no desenvolvimento de Halo 2 viveram um momento especialmente tenso quando a Microsoft quis acelerar o lançamento do jogo apesar da Bungie necessitar de pelo menos mais um ano para terminá-lo.

"Lembro-me de estar numa reunião sobre Halo 2 onde se falou de adiá-lo um ano para oferecer o jogo que queríamos. Chegámos a votar e as opções eram deixar que a Bungie trabalhasse ou que o jogo fosse lançado um ano antes de estar pronto," comentou Fries.

Inicialmente as votações foram mais para a segunda opção, a de acelerar o desenvolvimento, ao que Fries respondeu que se isso acontecesse se demitiria. Esta atitude fez com a Microsoft concedesse mais uns meses ao desenvolvimento do projecto da Bungie que acabou por chegar à primeira Xbox.

Sobre o Autor

Luís Alves

Luís Alves

Colaborador

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Mais artigos pelo Luís Alves

Comentários (5)

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários

Conteúdos relacionados

Halo 3: ODST

Nós somos a ODST.

Halo 4 - Análise

O regresso de John-117, aka Master Chief.

Halo Wars

Comandar a expansão do universo Halo.

Últimas

Capcom Vancouver fecha as portas

A Capcom confirma oficialmente.

ArtigoModo Blackout de Black Ops 4 é promissor, mas precisa de ajustes

As nossas impressões do Battle Royale da Activision.

Disney é a companhia mais respeitada pelos consumidores

Netflix e Nintendo entre as mais respeitadas.

FIFA 19 promovido pelas estrelas do futebol mundial

Trailer de lançamento mostra várias figuras conhecidas.

Fã desenha Geralt e Kratos ao estilo da Pixar

Estão prontos para o seu filme de animação.

Publicidade