Motorsport Manager - Análise

Sempre a fundo até à vitória.

A nova época de desportos motorizados está aí a chegar, com a Formula 1 a regressar já no dia 26 de março. É com uma boa dose de entusiasmo que nos chega às mãos Motorsport Manager, desenvolvido pela Playsport Games e distribuído pela Sega. Cabe-nos a tarefa de gerir uma equipa no mundo dos desportos motorizados de quatro rodas, em que podemos até criar a nossa formação de raiz e a levar até ao topo.

Já desde os tempos do ZX Spectrum, com o nostálgico Formula One, que não me entusiasmava tanto com a abordagem do desporto motorizado desta perspetiva. Quando se menciona a palavra Manager, rapidamente a associamos a algo relacionado com o mundo do futebol. É de louvar a aposta arriscada por parte da produtora, mais ainda quando não possuem as licenças oficiais dos campeonatos, equipas, pilotos, passando pelos circuitos e até os patrocínios.

Mesmo sem essas licenças, Motorsport Manager colmata essa ausência tentando replicar o mais fielmente possível as categorias, as pistas, e mesmo as regras em vigor. Não entendemos essa questão como uma falha, mas sim como uma forma de conseguirem entregar um título de elevada qualidade com os poucos recursos disponíveis para um projeto com esta ambição. Quem sabe se num futuro próximo isso poderá acontecer.

Para colmatar a ausência de licenças, a Playsport Games coloca ao dispor dos jogadores ferramentas para modificações (mods). Já existem dezenas, que recriam ao pormenor competições sobre a alçada da FIA, como a Formula 1. Existem até Mods de épocas clássicas, que nos fazem recuar décadas, a tempos que nos deixaram saudades. Algumas destas modificações poderão ter alguns problemas de direitos de autor e não sabemos ao certo como isso irá ser ultrapassado. Mas fica aqui o apontamento a esta opção que a produtora fez questão de proporcionar.

Relativamente aos modos de jogo, temos à disposição algumas opções. Podemos efetuar uma Corrida Única, testar as nossas capacidades no modo Desafio, e finalmente o mais apetecível, o modo Carreira. Dentro do último podemos optar por um campeonato de Monolugares, com três subcategorias, ou aderir à categoria GT, esta com duas subcategorias. Em ambos podemos criar uma equipa de raiz, ou escolher uma já existente.

O modo Carreira é mesmo o coração de Motorsport Manager, é um desafio empolgante, recompensador, e sobretudo complexo, como todos desejamos. No início da temporada temos um objectivo que é definido por nós em conjunto com o Chairman da equipa, que será alcançar uma determinada classificação no final da temporada que se avizinha. Partimos assim para uma época recheada de desafios, onde temos que gerir um orçamento e tomar muitas decisões.

Há que administrar todo o staff que compõe a equipa, saber das suas potencialidades e efetuar substituições se assim o desejarmos. Avaliar os nossos pilotos é crucial, saber das suas características especificas, que são entendidas como habilidades, algumas permanentes e outras que variam conforme acontecimentos decorrentes da época, podem estes ser positivos ou negativos, e afectam verdadeiramente o desempenho dos mesmos em pista.

Além da gestão dos recursos humanos, temos também infraestruturas que são a fonte de todo um possível sucesso. É nas mesmas que nasce o nosso carro/bebé, que são desenvolvidas novas peças, onde melhoramos a sua performance e fiabilidade. Possuir um bom equilíbrio entre a performance/fiabilidade do carro e a qualidade dos pilotos é fundamental. Não nos vale de muito ter pilotos de topo a conduzir um carro com uma performance miserável, mas o contrário também é válido. Este equilíbrio é a linha que deveremos seguir para que os objectivos sejam cumpridos, e se assim for, temos tudo para que a época seguinte seja ainda melhor.

"O modo Carreira é mesmo o coração de Motorsport Manager, é um desafio empolgante"

A parte financeira é sempre a que dita as regras, é a base para a construção duma equipa de sucesso, e temos que gerir bem os fundos, saber onde os gastar, dar resposta às exigências do decorrer da temporada. Os patrocínios têm um enorme peso no orçamento, existem uns que estão ligados a objectivos nas corridas e qualificações, e outros fixos que não dependem da nossa performance. A qualidade das propostas que recebemos é influenciada tanto pelo nível das nossas infraestruturas como pela capacidade dos nossos pilotos atrair as melhores propostas. Estes possuem atributos que afectam directamente esse parâmetro do jogo.

a
as corridas decorrem nesta perspectiva

As bases da gestão implementadas em Motorsport Manager são as que observamos em jogos de gestão de outros desportos, mais propriamente de futebol. Os princípios são os mesmos, gerir um orçamento, fazer prospecção tanto por pilotos como por membros do nosso staff, gerir contratos, evoluir infraestruturas, criar um carro competitivo e fiável. Após efectuarmos esta tarefa, mergulhamos no que verdadeiramente entusiasma neste jogo, as corridas.

Como é previsível, podemos simular determinadas etapas, como os treinos e a qualificação, mas o mesmo não se pode fazer com a corrida. O queremos mesmo é sujar as mãos, sermos nós a gerir cada milésima de segundo, que tipo de pneu utilizar, qual o apoio aerodinâmico, decidir o momento ideal de mudar para pneus de chuva. Sim, isso é o que faz bater o nosso coração, sentir que estamos no controlo da situação, que nos adaptamos às adversidades.

Debruçando-nos sobre as várias etapas duma corrida, temos primeiro os Treinos Livres, que servem para aperfeiçoar o nosso setup, ouvindo o feedback dos pilotos bem como o dos mecânicos. É também nos treinos que vamos adquirindo o conhecimento da pista e da eficácia de cada tipo de pneu. Este conhecimento evolui por patamares que nos darão acesso a boosts que aplicamos tanto na qualificação como na corrida. A segunda etapa é a Qualificação e não há muito a explicar. Somos nós que controlamos que tipo de pneus a usar, quando os pilotos vão para a pista, e esperar por um bom resultado. Já na Corrida, temos controlo sobre quase tudo. Há a possibilidade de atribuir ordens em tempo real aos pilotos, desde a gestão do desgaste dos pneus, do consumo do combustível, a altura em que fazem as paragens nas boxes. É tudo controlado através duma interface muito intuitivo e extremamente informativo.

"Conseguimos ouvir o público a delirar com a acção em pista e o barulho dos carros a levar os motores ao limite"

É claro que há melhorias a fazer, como a informação sobre as previsões meteorológicas e do combustível. Estão presentes, mas ajudaria muito se existisse um alerta bem visível por parte do nosso staff sempre que assim o exigisse. No meio de tantas decisões a tomar, com a nossa atenção em vários parâmetros dos dois carros, desde o estado das peças, dos pneus, da posição em pista, qual a melhor ocasião para ir às boxes, facilmente nos desleixamos nessas duas questões cruciais. Já ficamos várias vezes em pista sem combustível no carro, e com pneus nada adaptados às condições da pista. Outro ponto a rever é a IA dos nossos adversários, já que muitas das táticas que utilizam na gestão das corridas são várias vezes descabidas, com idas à boxe desnecessárias e até diminuição da velocidade dos pilotos em momentos cruciais da corrida.

Todo o jogo está bem estruturado, o esquema como foi desenhado a interface é bastante eficaz e intuitivo. A nível gráfico, está muito aprimorado, com um desenho muito credível dos carros, assemelhando-se aos existentes na realidade. É nas corridas que notámos que houve mesmo empenho, tanto visual como sonoro. Conseguimos ouvir o público a delirar com a acção em pista, o barulho dos carros a levar os motores ao limite, e o splash causado pela água presente na pista. Apenas fazemos um reparo a nível sonoro, que está relacionado com a total ausência de um narrador durante as corridas.

Motorsport Manager consegue atingir o que promete, e no final, o que mais importa é o tempo que passamos em seu redor, que é bem empregue e tem um retorno positivo. Apesar das suas falhas, da ausência de licenças, de pormenores relacionados com a falta de realismo na configuração do setup dos carros, passando até pela pouca diversidade de categorias disponíveis, há de facto aqui muita qualidade. É absolutamente um jogo que recomendamos a todos os fãs de desportos motorizados.

Lê o nosso Sistema de Pontuação

Salta para os comentários (7)

Sobre o Autor

Adolfo Soares

Adolfo Soares

Director

É o nosso homem do PC, por isso qualquer coisa é com ele. É também responsável pelo Eurogamer, bem como dá uma perna nas notícias.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Steam Game Festival: Summer Edition adiado

Decorrerá alguns dias mais tarde.

EA Play 2020 adiado

Existem conversas mais importantes a decorrer.

Ghost Recon: Breakpoint receberá aliados IA em Julho

Juntamente com melhorias e correcções.

Comentários (7)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários