Razer Raiju - Análise

O melhor comando para a PS4?

Até há pouco, se quisesses comprar um comando para a PlayStation 4 não havia uma verdadeira alternativa ao Dualshock 4, o comando padrão da consola. Embora o Dualshock 4 tenha várias qualidades, não cumpre na totalidade as exigências dos jogadores mais competitivos. Para além do Dualshock 4 comunicar por bluetooth com a consola (o modelo mais recente já permite comunicar por fio), o que adiciona mais latência aos controlos, a disposição e o número limitado de botões não é ideal para alguns jogos, principalmente se estiverem inseridos no género de tiros. Felizmente, se estão à procura de algo diferente do Dualshock 4, agora têm duas alternativas: o Razer Raiju (do qual estão a ler a análise) e o Nacon Revolution (que também estamos a testar e do qual vamos publicar a análise mais tarde).

O Razer Raiju é muito parecido com o Wildcat, um comando profissional lançado para a Xbox One no ano passado. No entanto, há algumas diferenças e refinações. Para começar, a disposição dos analógicos é idêntica à do Dualshock 4. Os analógicos estão no centro do comando e paralelos um ao outro. A disposição ideal dos analógicos é um debate que dura há muito tempo e, no final das contas, a única conclusão a que se chega é que cada um tem a sua preferência. Há quem prefira um analógico em cima e outro em baixo (como no comando da Xbox One), enquanto outros preferem uma disposição paralela. No nosso caso, não temos problemas em usar qualquer uma das disposições e parece-nos uma questão de hábito.

Outra diferença do Raiju em relação ao Wildcat está na borracha aderente. Enquanto no Wildcat a borracha tinha que ser colocada pelo utilizador (e nem sempre ficava perfeita), as borrachas do Raiju vêm colocadas de base na parte traseira das pegas. É uma pequena refinação, mas bem-vinda. Ambos os analógicos também vêm com uma borracha aderente. A borracha parece-nos resistente e eficaz, mas inevitavelmente vai gastar-se com o uso. Quanto isto acontecer, podem remover facilmente ambas as borrachas e comprar umas novas. As borrachas fazem uma grande diferença quando se joga. No meu Dualshock 4, reparo que por vezes os meus dedos escorregam dos analógicos. Com o Razer Raiju, tal não aconteceu graças à borracha aderente.

Em termos de dimensões, o Raiju é ligeiramente maior do que o Dualshock 4, mas mais ergonómico. O formato do Raiju faz com que o comando fique praticamente colocado às nossas mãos enquanto estamos a segurá-lo. Mais importante, todos os botões, incluindo os quatro botões extra na parte de trás, são de rápido acesso e facilmente alcançáveis pelos nossos dedos. Como seria de esperar, o Raiju é mais pesado do que o Dualshock 4 (são 210 gramas vs 350 gramas). Enquanto jogámos com o Raiju, a diferença no peso não nos incomodou nem nos deixou as mãos mais cansadas, e habitualmente jogámos na PlayStation 4 com o Dualshock 4. Portanto, a diferença de peso não deverá ser um incómodo, mas há quem preferia comandos mais pesados. Já outros preferem comandos mais leves.

A maior vantagem do Raiju, e que justifica a sua compra, está nos quatro botões adicionais na parte de trás. Todos os botões do comando, inclusive estes quatro botões que não existem num Dualshock 4 normal, podem ser reprogramados, ou seja, podem atribuir-lhe outras funções. A reprogramação dos botões é feita no próprio comando e não na consola / definições do jogos. Por que razão a reprogramação de botões é útil? A vantagem é poder jogar e reagir rapidamente com movimentos mínimos dos dedos. Além disso, a reconfiguração dos botões permite obter um controlo maior e ganhar vantagem sobre os adversários.

Na maioria dos jogos de tiro a função de salto está atribuída ao "X". Isto significa que se quiserem saltar, têm que obrigatoriamente movimentar o polegar do analógico direito para o botão de salto, neste caso o "X". Com o Razer Raiju podem atribuir a função de salto ao "M3", um gatilho adicional altamente sensível. Portanto, com esta reconfiguração, podem saltar e controlar a mira em simultâneo. Pode parecer insignificante, mas em jogos competitivos é uma diferença de peso. Em Overwatch, com heróis como Genji e Lúcio, a possibilidade de saltar e controlar a mira ao mesmo tempo torna-vos muito mais eficazes com estes heróis, especialmente com o Lúcio, visto que têm de estar constantemente a carregar no botão de salto para deslizarem pela parede.

As vantagens do Razer Raiju não se ficam nos quatro botões adicionais. Na parte de trás existem dois mecanismos que reduzem a distância de viagem dos gatilhos. Normalmente, é preciso que os gatilhos viagem até ao fundo para responderem, no entanto, estes mecanismos reduzem consideravelmente a distância de viagem, o que significa que o tempo de resposta é menor. Mais uma vez, é uma pequena mas valiosa diferença em jogos de tiros. Obviamente que, estas pequenas vantagens, não vos tornam imediatamente num deus dos jogos de tiros. Se jogam mal, o comando não faz milagres. Contudo, se jogam bem, as refinações que o Razer Raiju oferece são vantajosas nos momentos críticos.

"A maior vantagem do Raiju, e que justifica a sua compra, está nos quatro botões adicionais na parte de trás"

Todos os quatro botões extra são altamente responsivos. Os quatro botões frontais (o X, Quadrado, Triângulo e Circulo) também o são. No Dualshock 4 estes botões têm que percorrer alguma distância até ao fundo, mas no Razer Raiju tal não acontece. Os botões neste comando respondem tão rápido quanto clique de um rato e são maravilhosos ao toque. A excepção é o D-Pad, que é o aspecto que menos gostamos do Raiju. O D-Pad deixou sensações mistas e não é ideal para jogos de luta. As setas direccionais estão separadas individualmente, sendo mais difícil de falhar quando queremos carregar numa delas rapidamente, no entanto, não respondem tão rápido como os restantes botões. Também reparamos que em jogos de luta os nossos dedos ficaram cansados de carregarem no D-Pad depois de algum tempo.

Convém sublinhar que o Razer Raiju é comando que funciona exclusivamente ligado por fio. Diferente do Dualshock 4, não existe opção de jogar sem fio. Para quem odeia fios, obviamente que é um ponto negativo, mas por outro lado, nunca terás que te preocupar com a bateria. O fio do Raiju é bastante longo (tem 3 metros de comprimento) e está revestido com fibra muito resistente. Se o cabo for demasiado longo para as tuas necessidades, existe uma peça de borracha no cabo que serve para dobrar o fio e diminuir a sua comprimento. Há que realçar também que na parte inferior têm quatro botões de rápido acesso para controlar o microfone, o volume do áudio e para trocar de perfil (podem ter até dois perfis com configurações diferentes de botões). Um destes botões (o botão na extrema esquerda) serve para reprogramar os botões. Debaixo destes botões está uma entrada 3.5 mm tal como no Dualshock 4.

O Razer Raiju é um comando que expressa qualidade. Os materiais usados na sua construção, o design e a forma como os botões respondem ao toque colocam-no numa categoria Premium. A única excepção é o D-Pad, que poderia ser melhor. A categoria Premium também se reflecte no preço. O Raiju custa €169.99. É um grande investimento. É mais do dobro face ao preço de um Dualshock 4. Não é um acessório obrigatório, mas não restam dúvidas que oferece vantagens, principalmente se são fãs de jogos de tiro como Overwatch, Call of Duty, Battlefield e Destiny.

Publicidade

Lê o nosso Sistema de Pontuação

Salta para os comentários (42)

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Conteúdos relacionados

Conferências Gamescom 2019 - Confere as datas e horas

O teu guia para o maior evento de videojogos do ano.

PES 2020 terá a Serie A de Itália licenciada

Konami surpreende com mais uma licença.

Nintendo Indie World - Assiste aqui em directo

Mais indies em destaque na tua Switch.

Também no site...

Comentários (42)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários