Fergusson: Project Scorpio e PS4 Pro ajudarão a diminuir a diferença entre o PC

Para além de quebrar o conceito de geração.

1

Passámos de uma geração onde as consolas representavam a vanguarda do ponto de vista tecnológico para a actual, onde o lançamento da PS4 e Xbox One já não conseguiram ser tão impressionantes.

Um dos problemas, segundo Rod Fergusson, da The Coalition, está no conceito de geração que não ajuda a lidar com o mundo do PC. O produtor de Gears of War 4 falou sobre este assunto recentemente em entrevista com o Daily Star.

"Penso que quando olhas para aquilo que o mercado de consolas apresentava até agora, era basicamente: aqui está este produto fechado e usa-o durante oito anos. Fica entusiasmado no primeiro dia e depois olha nos próximos oito anos a seres deixado para trás pelos jogadores do PC, porque o hardware evolui e o teu não e por isso os teus jogos começam a ser menos bonitos de ver".

"Inicialmente, graças ao preço das consolas, elas são sempre capazes de oferecer uma solução melhor do que um PC por o mesmo preço. E por isso ficas todo entusiasmado. Mas passados 4 anos ou até menos, ficas tipo 'oh, os meus jogos de consola se calhar não são tão bons como os do PC', e isso acontece porque eles melhoram as suas placas gráficas todos os anos. E tu com as consolas estás num sistema que se desconecta da curva tecnológica".

Segundo Fergusson, com o poder das consolas "mid-gen" como a Project Scorpio e a PS4 Pro, e deixando de parte a ideia de que é necessário uma nova geração para se fazerem jogos mais bonitos, isso pode trazer vantagens consideráveis permitindo manter a compatibilidade com as consolas anteriores e melhorando a aparência dos jogos.

"Agora podes tirar partido desse novo poder e não terás que esperar 10 anos para poder usufruir dele, ou criar novos conteúdos que tirem partido disso".

Salta para os comentários (41)

Jogos em destaque neste artigo

Sobre o Autor

Luís Alves

Luís Alves

Colaborador

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Everwild perdeu o diretor criativo

Rare assegura que o jogo está em boas mãos.

Assassin's Creed: Valhalla corre a 4K a 60fps na PS5

Ubisoft reformula a sua descrição.

Far Cry 6 e Rainbow Six Quarantine adiados

Chegarão antes de Abril de 2022.

VídeoUnboxing da Xbox Series X às 18h00

Libertamos a poderosa nova consola da Microsoft.

Resident Evil 3 poderá chegar à Switch numa Cloud Version

A mesma abordagem escolhida para Control e Hitman 3.

Comentários (41)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários