Nintendo fala sobre os adiamentos habituais dos jogos Zelda

Preferia não colocar datas de lançamento.

Eiji Aonuma, o produtor da série de The Legend of Zelda, e Shigeru Miyamoto, o seu criador, falaram sobre os motivos pelos quais os jogos da série costumam sofrer atrasos.

Por exemplo, Ocarina of Time estava previsto para 1997 e foi adiado para 1998, enquanto que The Wind Waker era para chegar em 2002 e acabou por ser lançado em 2003. Twilight Princess também foi um dos jogos adiados em que originalmente estava previsto para 2005 e acabou por ser lançado em 2006 em simultâneo na Wii e GameCube. Até o mais recente Breath of the Wild, era para ser lançado em 2015 e só chegará em 2017 na Wii U e NX.

"Todas as vezes que fazemos um Zelda, queremos fazer algo novo," explicou Aonuma ao Kotaku. "É difícil medir quanto tempo nos vai levar. E também é difícil medir o ponto em que consideramos algo como novo."

Miyamoto acrescentou, "Penso que há várias razões para os atrasos. Uma poderá ser a direcção que ainda não foi decidida, o que é provavelmente o pior tipo de atraso. E a outra é que a direcção já foi decidida mas torná-la uma realidade leva tempo. Isso poderá levar-nos seis meses ou um ano".

Para Breath of the Wild, Miyamoto disse que a Nintendo precisava de ter a certeza de que tinha tempo suficiente para trabalhar no novo motor de física e no comportamento da IA, bem como refinar os gráficos.

"Tivemos que ter a certeza que o design tinha tempo suficiente para criar isso. Começou-nos a pairar a ideia de que não seríamos capazes de fazer isso dentro do prazo," disse ele. "Foi isso que percebemos há 2 anos atrás. Neste caso, nunca experimentámos algo assim, foi por isso que tivemos que adiá-lo".

"Seria fantástico se não tivesse que colocar uma data de lançamento, mas tenho que fazer isso," finalizou Miyamoto.

Publicidade

Salta para os comentários (3)

Jogos em destaque neste artigo

Sobre o Autor

Luís Alves

Luís Alves

Colaborador

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (3)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários