A Lara Croft que marcará presença em Rise of the Tomb Raider está longe de ser aquela personagem com curvas desproporcionadas que conhecemos em 1996.

Rhianna Pratchett, responsável pelo guião de Rise of the Tomb Raider, jogo que será lançado no dia 13 de novembro na Xbox One e Xbox 360, disse que a sexualização que marcava a personagem no passado tinha sido feita para fins publicitários.

Em entrevista com a TalkRadio AM640, Pratchett explicou que esse tipo de abordagem já é algo do passado, "A forma como Lara hoje em dia é publicitada não é sexualizada. Ela continua bonita, forte, e cheia de personalidade, mas já não é sexualizada da mesma forma de outrora".

Pratchett admitiu que a forma como Lara Croft estava a ser publicitada no passado afastou-a da série Tomb Raider quando ainda era uma jovem jogadora. "Para ser sincera, muita da sexualização de Lara no passado foi feita puramente para fins publicitários, e isso teve uma enorme influência," disse ela.

"Como jovem jogadora, admito que esse tipo de marketing afastou-me de Lara. Parecia-me ser muito, 'Hey, estou a ser sexy para os rapazes'. E pensava, bem vou jogar a outro jogo então. Mas isso pertence ao passado".

Pratchett explicou que a nova Lara Croft tem uma imagem muito mais realista e que isso em parte foi uma das razões para ela ter-se envolvido no projecto.

"Eles estão a mostrar-te mais como ela é como pessoa, do que como é como objecto," disse Pratchett. "Ela é forte, capaz e inteligente. Ela é tudo aquilo que pensamos ser sexy no mundo real. Por isso ela continua a ser uma personagem sexy, mas não é sexualizada, essa é a diferença".

Publicidade

Sobre o Autor

Luís Alves

Luís Alves

Colaborador

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Mais artigos pelo Luís Alves