Não fez qualquer sentido cancelar Silent Hills

Del Toro continua sem entender.

Numa recente entrevista com o BloodyDisgusting, Guillermo Del Toro voltou a lamentar o facto de a Konami ter cancelado Silent Hills e reforça que não encontra sentido nessa decisão.

Aconteça o que acontecer, Sillent Hills provavelmente irá ficar na mente dos jogadores, não pelos melhores motivos, e se para os que estão deste lado as coisas foram difíceis de aceitar, imaginem para quem estava envolvido no processo criativo.

"Foi curioso. Tínhamos uma grande experiência e tivemos boas sessões de história com centenas sobre centenas de designs. Vi algumas das coisas que estávamos a conceber para Silent Hills em jogos que foram lançados depois, tais como The Last of Us, o que me faz acreditar que não estávamos enganados, estávamos a seguir na direcção correcta."

"A coisa com Kojima e Silent Hills é que pensei que iríamos criar um jogo verdadeiramente espantoso e atacar a jugular. Esperávamos criar algum tipo de pânico com alguns dos meios dos quais falávamos e é mesmo pena que não vá acontecer. Quando perguntas sobre como as coisas operam, não faz sentido algum o jogo não se tornar numa realidade."

Del Toro acredita que ao lado de Hideo Kojima teriam um jogo espectacular em mãos e a ambição do projecto certamente ficou bem visível com a demonstração, P.T., mas foi um dos casos menos felizes na nossa indústria nos tempos recentes.

Salta para os comentários (12)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (12)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários