Fiasco dos "bugs" de 2014 nos grandes AAA vai-se repetir em 2015

Aviso feito por companhias que testam os jogos.

Tal como aconteceu em 2014, também em 2015 os grandes lançamentos de final de ano podem vir carregados de erros e falhas, segundo aviso de algumas companhias que testam os jogos.

Driveclub, Assassin's Creed: Unity ou Halo: The Master Chief Collection foram alguns dos jogos lançados no final de 2014 que deixaram os seus fãs furiosos, que se entregaram ao ridículo ou simplesmente mancharam as reputações dos estúdios devido a erros, os tais bugs, que estragavam a experiência do utilizador.

"A corrida para este Natal não será diferente da do ano passado," avisa Chris Rowley, director da Pole to Win que localiza videojogos para a língua Inglesa.

"O desenvolvimento de um jogo de consola é caro, portanto falhar a data de lançamento não é aceitável para a editora. Actualizações de dia de lançamento tornaram-se na norma nestes últimos anos para tentar corrigir isso mas na realidade, frequentemente são precisas várias correcções quando um jogo está muito atrasado."

Mathieu Lachance, director da empresa Babel que testa os erros nos videojogos, afirma que iremos ver muitos jogos a chegarem às lojas com grandes erros e problemas. "É impossível lançar um jogo sem falhas."

"Em alguns casos, adiar um jogo poderia ter um impacto mais devastador no jogo e até no estúdio do que os problemas de qualidade. Torna-se num equilíbrio entre expectativa de qualidade e risco financeiro."

James Cubitt, gestor da Universally Speaking que também testa erros nos jogos, disse que "As pessoas devem parar de ver os atrasos como algo mau, tanto nas companhias como entre os fãs. O número de companhias que espremem os testes QA no tempo que lhes resta, sem tempo suficiente para depois corrigir os erros e voltar a testar, estão a prejudicar os seus próprios títulos a longo prazo."

A Ubisoft e a série Assassin's Creed ficaram com a sua reputação manchada devido ao desastroso lançamento de Unity e até outros jogos mais recentes como The Witcher 3 ou Batman Arkham Knight viram-se envolvidos em controvérsia com erros e falhas.

Vamos esperar para ver quais os jogos que vão cair na mira das audiências pelas piores razões.

Publicidade

Salta para os comentários (47)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Estúdios third-party podem agora criar jogos de League of Legends

Riot Games abre o seu universo a outros produtores.

Grand Theft Auto Online está cada vez mais popular

Seis anos depois, é uma máquina de gerar dinheiro.

Esta publicidade da PS4 Pro é de chorar

Já alguma vez um videojogo te fez chorar?

Comando Xbox Elite Series 2 já disponível por 180€

Total controlo sobre a tua experiência de jogo.

Também no site...

Comentários (47)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários