Em vez de dragões Scalebound era para ter dinossauros

O jogo foi uma das primeiras ideias da Platinum Games.

Hideki Kamiya, o director de Scalebound, revelou que a ideia que tinha para o jogo surgiu na Platinum Games desde os primeiros dias de vida do estúdio.

O conceito de jogo com confrontos entre criaturas de grande escala permaneceu o mesmo durante vários anos, mas na versão inicial o jogo era para ter dinossauros e não dragões.

Em entrevista com o Metro, Kamiya contou que, "Depois de ter deixado a Capcom e de nos termos estabelecido como Platinum Games, a ideia que tinha para Scalebound foi na verdade um dos nossos primeiros conceitos. O outro foi Bayonetta, e tínhamos outros. Por uma razão ou outra decidimos trabalhar primeiro em Bayonetta, mas naquela altura nem sequer eram dragões, eram dinossauros."

"Mas o tema comum é que eu queria fazer este jogo de forma a que aquelas duas criaturas de grande escala se confrontassem," acrescentou. "E de como podemos fazer este trabalho onde tu não és apenas o espectador daquilo que está a acontecer mas também podes ajudar."

Kamiya admitiu que ainda têm muito trabalho para fazer. O jogo acabou por ser relegado para segundo plano quando a Platinum decidiu trabalhar em Bayonetta, depois disso o estúdio volta novamente a trabalhar em Scalebound e decidiu fazer algumas mudanças.

"Naquela época conseguimos criar um protótipo, e quando decidimos fazer um protótipo eu mudei o sujeito e passámos de dinossauros para dragões," disse ele.

A equipa de Kamiya criou então um novo protótipo, que contava com dragões, mas o projecto nunca conseguiu descolar porque Platinum não encontrou uma editora adequada.

Com Scalebound novamente paralisado, a Platinum mudou o seu foco para The Wonderful 101 para a Wii U. Depois desse jogo ter sido lançado, a Platinum construiu uma versão refinada do conceito de Scalebound e mostrou-a à Microsoft.

"Felizmente, eles estão muito interessados, e eles querem saber mais do jogo," explicou Kamiya.

Scalebound tem lançamento previsto para 2016 apenas na Xbox One.

Salta para os comentários (12)

Sobre o Autor

Luís Alves

Luís Alves

Colaborador

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (12)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários