Controvérsia resolvida no RPG português Guardians of Arcadia

A artista e criador do jogo já chegaram a um acordo.

Atualização

O conflito entre ambas as partes chegou ao fim. A artista, Mónica Cabral, escreveu no seu Tumblr que chegou a um acordo com o criador do jogo, David Andrade, e que estão neste momento a preparar contractos bem como um comunicado onde se espera que um ponto final seja colocado na situação.

A artista está agora a pedir às pessoas que tenham calma para que o problema não ganhe mais magnitude. Um mensagem semelhante foi publicada na página do jogo no Steam.

Original

O RPG português Guardians of Arcadia, do qual já falámos algumas vezes, deu hoje entrada no Steam Greenlight, mas rapidamente ficou envolvido em controvérsia, isto porque uma das artistas acusou o autor do jogo, David Andrade, de usar o seu trabalho sem permissão.

A artista, Mónica Cabral, publicou no seu Tumblr uma explicação da situação, contando que foi contactada em novembro de 2012 para trabalhar no jogo, o qual aceitou, criando vários modelos para as personagens, personagens e mapas de texturas. Eventualmente, por causa da escola, a artista disse que não podia continuar envolvida na produção, mas o autor continuou a contactá-la pedindo para criar nova arte. Mónica Cabral aceitou, desde que o autor estivesse disposto a pagar.

a

Ambas as partes concordaram que a arte não seria publicada até ao final da campanha do Kickstarter, que era para ter início em maio ou junho de 2013 mas nunca chegou a existir. Apesar disto, o autor começou a usar a arte de Mónica Cabral para promover o jogo e fazendo ameaças, afirmando que nunca contrataria a artista depois da campanha Kickstarter porque se recusou a criar a arte sem pagamento.

O autor voltou a contactar a artista no ano passado para criar nova arte, e concordou que desta vez pagaria, metade no princípio e o resto no final. Contudo, a artista diz que apenas recebeu metade e que deixou de ser contactada pelo autor até há pouco, que queria novamente que criasse nova arte. O último contacto foi na semana passada, em que o autor mostrou à artista o novo trailer.

"Nunca concordei que a minha arte fosse usada desta forma", escreveu a artista.

Em resposta, David Andrade publicou a sua versão da história na página Greenlight, afirmando que a artista concordou que a sua arte fosse usada desde que lhe fosse dado o devido crédito. Quanto à campanha Kickstarter, o autor explica que não sabia que era preciso ter uma morada da América do Norte ou Reino Unido para publicar um projeto, a qual não tem.

Relativamente à outra metade do pagamento, o autor diz que "disse-lhe que apenas podia pagar a outra metade no final do mês, ela ficou chateada e bloqueou-me. Eu tenho o dinheiro, mas preciso de falar com ela novamente para lhe pagar".

Em debate também está a quantidade de trabalho feito pela artista para o jogo. O autor diz que Mónica fez "cinco personagens principais, três monstros, quatro NPCs e os respectivos mapas de texturas", no entanto, a artista discorda dizendo que tem muitos mais conceitos artísticos que ainda não foram mostrados, mas diz que tem medo de os publicar devido a problemas legais.

Publicidade

Salta para os comentários (12)

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Conteúdos relacionados

Final Fantasy 7 Remake chegará mais cedo às lojas

Actualização: Data em Portugal será respeitada.

Novo wallpaper de Cyberpunk 2077 mostra rixa no metro

Já alteramos o nosso fundo de ecrã.

NieR Replicant ver. 1.22474487139 anunciado

Remaster do original para PC, PS4 e Xbox One.

Final Fantasy 7 Remake já está nas mãos dos jogadores

Apesar da Square Enix ter dito que existiriam problemas de stock.

Também no site...

Comentários (12)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários