Sabem qual é a consola preferida de Miyamoto?

O génio da Nintendo contou algumas curiosidades à revista Time.

Numa interessante entrevista com a Time, Shigeru Miyamoto, revelou sete curiosidades sobre a sua carreira para deleite dos fãs da Nintendo.

A primeira é que Mario era para ser o protagonista de Splatoon, mas felizmente a companhia conseguiu encontrar os protagonistas adequados.

"O que mais nos preocupava era o protagonista. Parecia que ele podia ser encontrado em qualquer jogo e faltava-lhe singularidade. Por isso eu disse aos produtores do jogo para considerarem usar Mario caso não conseguissem encontrar o protagonista certo."

A segunda, Miyamoto não faz jogos para uma determinada faixa etária em particular.

"O ideal é fazermos as coisas que possam ser apreciadas pelo maior número de pessoas possível. Gosto de ir ao teatro e de ir a parque temáticos, coisas que são atractivas para uma grande franja da população, e gosto de observá-las como criador de jogos. Quando fazemos algo que queremos que as crianças usufruam, tentamos sempre alvejar um nível de qualidade e de conteúdo que até os adultos possam apreciar, por isso por outras palavras, fazer algo para as crianças pode ser ainda mais difícil do que fazer algo para um público adulto."

A terceira, o desenhador não deixa que a sua reputação intimide as suas equipas de trabalho.

"O que tento fazer é não criar um ambiente onde eles sentem que têm que fazer melhor do que eu ou que têm que me agradar. Baseado na minha experiência encorajo os produtores a trabalharem naquilo a que se propuseram, e coloque-lhes questões sobre se o jogo está a oferecer ao jogador experiência que eles imaginaram. Tento não ficar profundamente envolvido no conteúdo dos jogos que eles estão a desenvolver."

A quarta, parece que o seu meio de entretenimento favorito não são os videojogos mas sim a literatura, em particular os livros, que para ele ainda têm um poder de criação e imaginação maior do que os videojogos.

"Qualquer que seja o meio que estejamos a falar, inspirar a imaginação do público além daquilo que eles já leram ou viram, e levá-lo a ficar envolvido nisso, é a essência fundamental do entretenimento. Eu reconheço isso porque os livros são exprimidos apenas por palavras escritas numa página, na verdade os livros têm o poder de desbloquear as imaginações ilimitadas dos seus leitores, ainda mais do que os filmes ou videojogos, que apresentam ao público imagens, imagens essas que têm a capacidade distinta de fazer passar mensagens mais facilmente a um público mais vasto."

A quinta, Miyamoto afirmou que a obsessão pelos lucros prejudica a criatividade, para ele, "O desenvolvimento de produtos que prosperam na singularidade criativa é ditado por aquelese que priorizam as vendas e os lucros, as possibilidades para o futuro do entretenimento serão limitadas. Então o que é que deve ser feito para evitar isso? Na Nintendo continuamos a nos esforçamos por inovar o quanto possível, e estamos constantemente a trabalhar em novas ideias."

A sexta, Miyamoto disse que a posição da Nintendo como fabricante de hardware mantém-se muito forte e que a companhia vai continuar a "criar novas plataformas que permitam criarmos novas formas divertidas de jogar."

E por fim, o que todos querem saber. Qual a consola preferida de sempre de Miyamoto?

"Eu sempre desenhei jogos com a perspectiva de que o trabalho do desenhador é o de nivelar as características únicas do hardware enquanto simultâneamente compensa as suas fraquezas. Trabalhar na Nintendo DS e na Wii foi particularmente divertido, devido à forma como elas nos apresentaram o desafio de inventarmos novas formas de jogar."

Publicidade

Salta para os comentários (17)

Sobre o Autor

Luís Alves

Luís Alves

Colaborador

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (17)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários