À semelhança de Dark Souls, Bloodborne dá meios aos jogadores de jogar em conjunto ou de competir uns contra os outros com a invasão de mundos, mas para aproveitar tudo isto será preciso subscrição ao PS Plus.

Esta foi uma das informações que surgiu numa atualização ao site japonês (via Dualshockers). Segundo o site oficial, o PS Plus será necessário para jogar com e contra outros jogadores, menos para descarregar atualizações e ver os "fantasmas" de outros jogadores nas Dungeons.

Tanto o modo cooperativo como PVP funcionarão de modo muito idêntico a Dark Souls. Três jogadores poderão trabalhar em conjunto para derrotar o boss de uma área através dos itens “Lulling Bell”, usado pelo host, e “Small Resonant Bell”, usado pelos convidados.

Para facilitar o encontro entre amigos, há uma funcionalidade chamada "Watchword", que permite que até oito jogadores usem uma palavra-chave que ativa o matchmaking automaticamente.

Se alguns dos jogadores morrer, a sessão cooperativa terminará, mas se o boss daquela área for derrotado, serão ganhas recompensas.

A Watchword não funcionará no PVP. Para invadir o mundo de outro jogador será preciso usar o "Ominous Resonant Bell", mas parece que a presença do NPC "Bell Maiden" poderá também ativar uma invasão.

A invasão será interrompida se o jogador entra na área de um boss ou morrer. Quando a invasão for interrompida, o invasor retornará para o seu mundo sem recompensa.

Nos Chalice Dungeons veremos os fantasmas de outros jogadores naquela área, o que podará ajudar a conhecer novas estratégias e ficar ciente do perigo mais adiante.

Quando os outros jogadores morrem, ficará uma lápide no sítio (em Dark Souls eram manchas de sangue, mas a ideia é igual). Através destas lápides será possível ver como o outro jogador morreu. Também será permitido deixar mensagens para os outros jogadores.

Ainda sobre as Chalice Dungeons, haverá dois tipos: umas serão normais, e outras serão geradas aleatoriamente. As que serão geradas aleatoriamente poderão ser depois partilhadas com outros jogadores e é preciso estar online para que sejam geradas, mas depois de geradas poderão ser jogadas em modo offline.

O site menciona ainda que no dia de lançamento estará disponível uma atualização que melhorará o desempenho, estabilidade e optimizará o online.

Publicidade

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Mais artigos pelo Jorge Loureiro