Ubisoft: "Não restringimos propositadamente os nossos jogos"

Resposta à controvérsia em torno de Unity.

Assassin's Creed Unity é uma revolução e a "Ubisoft não restringe os seus jogos. Não iríamos limitar a resolução de um jogo. E nunca iríamos fazer algo para intencionalmente diminuir algo que produzimos ou desenvolvemos."

Vincent Pontbriand, produtor sénior, diz num comunicado no blogue oficial da equipa de desenvolvimento que, "Claro que não. Passamos quatro anos a construir o melhor jogo que poderíamos imaginar. Porque é que iríamos fazer algo para o inferiorizar?"

"Simplesmente escolhi as palavras erradas ao falar sobre a resolução do jogo, e por isso peço desculpa."

Pontbriand está orgulhoso do esforço feito pela equipa global de desenvolvimento e todas as funcionalidades chave do gameplay foram elevadas a novos patamares.

O jogo foi otimizado para chear a 900p a consistentes 30 fotogramas por segundo, um feito impressionante segundo o produtor pois o jogo irá mostrar uma utilização espantosa de equipamento com apenas um ano.

Sobre o futuro, Pontbriand diz ainda que o jogo irá oferecer a melhor experiência nesta resolução pois esse elemento é apenas uma parte da equação.

Publicidade

Salta para os comentários (14)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Dreams ganha data de lançamento

Sairá do Acesso Antecipado em Fevereiro.

Estúdios third-party podem agora criar jogos de League of Legends

Riot Games abre o seu universo a outros produtores.

Grand Theft Auto Online está cada vez mais popular

Seis anos depois, é uma máquina de gerar dinheiro.

Esta publicidade da PS4 Pro é de chorar

Já alguma vez um videojogo te fez chorar?

Também no site...

Comentários (14)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários