Far Cry 4: Ubisoft espera não ter problemas com as sociedades protectoras dos animais

"Esperemos que a PETA esteja ciente de que se trata de um videojogo e não de um documentário."

A Ubisoft, produtora que está a desenvolver Far Cry 4, na voz de Alex Hutchinson, director criativo do jogo, falou sobre a possibilidade de haver problemas com as sociedades protectoras dos animais pelo retrato que fazem dos elefantes, e outros animais, no seu jogo.

"Esperemos que a PETA esteja ciente de que se trata de um videojogo e não de um documentário," explicou Hutchinson em entrevista com o Arabic Gamers. "Para nós há uma linha clara entre a ficção e a realidade. Faço uma série de coisas horríveis nos videojogos que nunca faria na vida real, por isso essa parte não é algo que nos preocupe muito."

"Sim, há certos caminhos que podemos levar a cabo com os animais, mas poucas são as vezes que o próprio jogo força-te a caçar um animal ou a matá-lo, por isso penso que no jogo existe uma espécie de expressão do jogador, ele poderá escolher se o quer fazer e que animais quer caçar."

"Os elefantes, por exemplo, não existe nenhuma recompensa por caçá-los e isso foi uma coisa que decidimos porque achámos que não seria correcto," afirmou.

Salta para os comentários (7)

Sobre o Autor

Luís Alves

Luís Alves

Colaborador

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (7)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários