Se nunca jogaram um título da saga Assassin's Creed até hoje e não têm tempo ou paciência para jogar todos desde o primeiro, Unity será o melhor ponto para começarem.

Porquê? Alex Amancio, o diretor criativo de Assassin's Creed Unity, disse ao Examiner que o novo jogo marca o início de um novo ciclo narrativo.

"É um novo início, um novo início narrativo. Isto é simbolizado por um contexto completamente novo para o presente. Em Black Flag viste um pouco de evolução, mas não vamos fazer a mesma coisa. O que estamos a fazer com Unity é realmente o início de um novo clico para os jogos Assassin's Creed".

"Como é novo, podemos explicar propriamente porque ninguém vai sentir que é redundante. Diria que Assassin's Creed Unity é o melhor ponto de entrada para a franquia desde o primeiro jogo".

Assassin's Creed Unity tem lugar durante a revolução francesa, uma época nunca antes visitada pela série, que já viajou pela renascença italiana, revolução americana e época dourada dos piratas.

O que está por revelar é o contexto para a época atual.

Publicidade

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Mais artigos pelo Jorge Loureiro