O que esperar da E3 2014

Confirmados, rumores e desejos.

Ah, a nossa altura favorita do ano! Depois de apresentadas as novas consolas, a E3 deste ano promete ser só sobre jogos. Como todos os dias aparecem novas confirmações e rumores do que pode vir aí, decidi poupar-vos algum tempo e reunir aquilo com que podemos contar na maior feira de video jogos do mundo. Achas que ainda estás bem com uma Xbox 360 ou uma PlayStation 3? Continua a ler e mudas já de opinião.

Activision Blizzard

d
O objectivo da Activision é ter os dois maiores FPSs do mercado.

Esta E3 promete ser um festim no que toca a FPSs e dois dos mais esperados são da Activision. As atenções vão estar divididas entre Call of Duty, o maior franchise do mundo, e Destiny, a grande esperança da editora para o futuro. Call of Duty: Advanced Warfare pode estar rodeado de hype, graças a Kevin Spacey, mas creio que vá ser Destiny a grande estrela da apresentação. Com um budget para marketing de $200M, um dos maiores de sempre, o novo jogo da Bungie é claramente o Tony Hawk/Guitar Hero/CoD da Activision para a nova geração de consolas. Por falar em Tony Hawk, já está na altura de lhe darem um jogo novo como os de antigamente, não?

Como ganhar a E3: Advanced Warfare tem de ser para a nova geração o que Modern Warfare foi para a anterior.

Bethesda

c
Será desta que vamos ver Fallout 4?

A Bethesda tem aquele que é, muito provavelmente, o título mais esperado de toda a E3: Fallout 4. New Vegas já foi há 3 anos e Skyrim há 3! Elder Scrolls Online não encheu as medidas a boa parte dos fãs e estamos aqui a desesperar por uma aventura single player imersiva. Além do muito antecipado Fallout 4, é esperada a revelação de Dishonored 2 e mais pormenores sobre Evil Within, o novo jogo do pai de Resident Evil que quer revitalizar o género Survival Horror. Doom 4 e Rage 2 também podem dar uma perninha na feira mas não passam de rumores.

Como ganhar a E3: Basta mostrarem Fallout 4 para serem os melhores da feira.

EA

f
Será que Inquisition vai reconquistar os muitos fãs que Dragon Age II desiludiu?

A eterna rival da Activision tem preparado um lineup carregado de títulos AAA que prometem começar a nova geração de uma vez por todas. A grande estrela da conferência vai ser Dragon Age Inquisition, o terceiro capítulo da saga conquistou os amantes de Baldur's Gate com o primeiro jogo e que os perdeu com o segundo. Também não devem faltar jogos da recém adquirida licença Star Wars, estando as atenções viradas para o gameplay de Star Wars: Battlefront e para o projecto que a Visceral Games, o estúdio por trás da série Dead Space, tem vindo a desenvolver. Também da Visceral podemos contar com Battlefield: Hardline, um spin-off com a difícil tarefa de apagar a má imagem deixada por Battlefield 4. Outro ponto que todos aguardam ver resolvido é se, afinal de contas, Titanfall vai dar o salto para a PlayStation 4 ou se continua a ser um exclusivo das plataformas da Microsoft.

Como ganhar a E3: Titanfall 2 multiplataformas, ressurreição do Star Wars 1313, Mass Effect para as novas consolas.

Microsoft

e
Halo 5: Guardians é um dos mais aguardados da feira.

Depois de uns anos finais da Xbox 360 bastante "secos", o gigante norte-americano prepara-se para "meter a carne toda no assador" nesta E3. O grande destaque vai, obviamente, para Halo 5: Guardians. Todos querem ver como é que a 343i vai lidar com estreia de Master Chief na Xbox One depois de um Halo 4 que, para a maioria dos fãs, não esteve à altura dos restantes títulos da série. Quem também se estreia na nova geração é Fable Legends, um novo título co-op numa série cuja qualidade tem decaído de forma impressionante, e Forza Horizon 2, o spinoff arcade do famoso simulador.

Com a recente aquisição da IP à Epic, é de esperar que Gears of War 4 seja revelado nesta E3. Na minha opinião, a jogabilidade da série entrou na monotonia a partir do terceiro jogo e é preciso muito cuidado para a reformar sem perder a essência original.

Quanto a exclusivos third party, Sunset Overdrive, da Insomniac, e Quantum Break, da Remedy, parecem ser boas razões para adquirir uma Xbox One mas também circulam rumores de uma sequela de Ryse(na idade média), Resident Evil 7 e de um título da Platinum Games. A confirmar-se, vai ser difícil bater a conferência da Microsoft, especialmente agora que não têm que nos enfadar com o Kinect.

Como ganhar a E3: Halo 5: Guardians tem de ser graficamente impressionante e ter o multiplayer de Halo 3, reaproveitamento das IPs da Rare, Lost Odyssey 2.

Nintendo

h
Queremos mais da deliciosa tech demo de Zelda!

Apesar de não contar com uma conferência oficial, é previsível que a Nintendo tenha uma E3 repleta de exclusivos de peso capazes de convencer os mais cépticos a adquirir a sua moribunda Wii U. É quase certo que o muito aguardado Zelda para a Wii U vai ser apresentado; só resta saber se vai seguir o que foi mostrado na demo que acompanhou a revelação da Wii U ou se, tal como aconteceu com Wind Waker na GameCube, a Nintendo vai mostrar algo totalmente diferente. Um jogo totalmente open world seria bem vindo. Link também vai marcar presença em Hyrule Warriors e, se tivermos sorte, num possível remake de Majora's Mask para a 3DS. Desde Ocarina of Time 3D que os fãs o têm pedido e só se tiver muita aversão ao dinheiro é que a Nintendo não lhes dá ouvidos.

Podem também contar ainda com Bayonetta 2, Super Smash Bros. com direito a torneio, o JRPG X e os remakes Pokémon Omega Ruy e Alpha Sapphire. Alguns rumores apontam para novos Star Fox e Metroid Prime na Wii U e um possível Advance Wars para a 3DS.

Como ganhar a E3: Baixar o preço da Wii U para os €200, anunciar um Metroid Prime e que o Zelda Wii U seja o melhor desde o Ocarina of Time.

Sony

g
O Project Morpheus deve ser o grande destaque da conferência da Sony.

Até escrever estas linhas não me tinha apercebido de quão "pobre" parece ser o lineup da Sony para a E3 deste ano. Exclusivos confirmados estão apenas DriveClub e The Order 1886, dois títulos que já vimos o ano passado e que têm sido constantemente adiados, e Uncharted 4, cujo desenvolvimento parece não andar a correr muito bem. Vários elementos chave dos jogos anteriores, incluindo directores e escritores, abandonaram a Naughty Dog nos últimos meses e será interessante ver o quanto isso afectou Uncharted 4. The Last of Us: Remastered também vai marcar presença mas sequela nem vê-la.

Os rumores apontam para Gran Turismo 7 e God of War 4(outra IP que precisa urgentemente de reforma), um exclusivo da Ninja Theory (Heavenly Sword 2?) e para o potencial regresso das séries Syphon Filter e Wipeout.

É esperado que o PlayStation Now seja um dos grandes focos da Sony durante a E3, bem como o headset Project Morpehus. Espero é que não se foquem tanto neles quanto fizeram com o 3D há uns anos atrás(lembram-se disso do 3D? Era suposto ser o futuro). Se têm uma Vita, não se deixem entusiasmar. A portátil parece oficialmente relegada a acessório e a séria candidata a consola com o nome mais irónico de todos os tempos.

Apesar de terem sido os claros vencedores do ano passado, a conferência da Sony para este ano não me entusiasma minimamente. Espero estar enganado, que Uncharted 4 me surpreenda e que alguns dos desaparecidos em combate da PlayStation 3 mostrem novamente a cara.

Como ganhar a E3: Muitos novos exclusivos, revitalização da Vita, The Last Guardian na PlayStation 4.

Ubisoft

j
Parece real mas é apenas The Division.

Depois de terem dado um show na E3 do ano passado, a conferência da Ubisoft para 2014 parece estar bem mais comedida. Como não podia deixar de ser, as atenções vão estar centradas em Assassin's Creed Unity, a estreia da série na nova geração e na revolução francesa. Também existem rumores sobre um segundo jogo da série para as consolas da passada geração, chamado Comet, localizado algures entre Assassin's Creed III e IV.

O hype train deixou a estação Watch Dogs e tem agora paragem obrigatória em The Crew e The Division, ambos já apresentados o ano passado. Este último promete ser um must have da nova geração com grafismo de topo e jogabilidade inovadora. Vamos aguardar uma data de lançamento.

A expectativa para Far Cry 4 também deve estar em alta e vai ser interessante ver como a Ubisoft consegue superar um dos melhores jogos da geração anterior. Seria bom saber o estado de Rainbow Six: Patriots e revisitar Prince of Persia mas cheira-me que ambos vão ser ignorados.

Como ganhar a E3: Não ficar presa ao sucesso do ano passado, mostrar novas IPs e Beyond Good & Evil 2.

Outras editoras

b
O primeiro jogo realmente next gen.

Fora das editoras principais não faltam jogos de peso. Batman: Arkham Knight, novamente nas mãos da Rocksteady, está com um aspecto impressionante e é um dos mais esperados da feira. Apesar de já terem sido mostrados o ano passado, Metal Gear Solid V e The Witcher 3 não lhe ficam atrás. Da Capcom espera-se Resident Evil 7 e os rumores referem que pode ser um exclusivo Xbox One. Se não for um reboot da série, é dinheiro mal investido.

Quanto a RPGs, vamos poder ver pela primeira vez gameplay de Persona 5, Borderlands: The Pre-Sequel e os últimos desenvolvimentos de Kingdom Hearts III e Final Fantasy XV.

Para os amantes de aventuras da Telltale Games vamos ter Game of Thrones e Tales from the Borderlands. Será que a escrita vai estar à altura do material original?

Como vêem, há bons jogos com fartura. Só fica mesmo a faltar tempo para os jogar a todos e as terceiras partes de Half-Life e Shenmue.

Já agora, qual é o vosso jogo mais aguardado para esta E3?

Salta para os comentários (44)

Sobre o Autor

Joel Monteiro

Joel Monteiro

Colaborador

Amante de design de videojogos nos poucos tempos livres. Escreve quinzenalmente na Eurogamer Portugal sobre a indústria e criatividade.

Conteúdos relacionados

EA Play 2020 adiado

Existem conversas mais importantes a decorrer.

Muitos dos spoilers revelados sobre The Last of Us: Parte 2 estão errados

Mas a Naughty Dog não a pode corrigir sem revelar demasiado.

Steam Game Festival: Summer Edition adiado

Decorrerá alguns dias mais tarde.

Também no site...

Steam Game Festival: Summer Edition adiado

Decorrerá alguns dias mais tarde.

EA Play 2020 adiado

Existem conversas mais importantes a decorrer.

Comentários (44)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários