David Cage: "Jogos estão muito longe dos filmes"

Ainda falta muito para lá chegarem.

David Cage esteve à conversa com a revista Play e voltou a mostrar a sua dedicação a experiências mais evoluídas e maduras na indústria dos videojogos.

Para Cage, que recentemente nos serviu Beyond: Two Souls, os videojogos ainda estão muito distantes dos filmes e que ainda falta muito tempo para lá chegarem.

"Para mim não temos nada nos jogos que chegue sequer perto de um bom filme em termos de narrativa ou caracterização. Os jogos focam-se em temas simples e têm como alvo uma audiência jovem. Podiam ter mais significado."

"Podiam ter o poder para tocar uma audiência maior. Mas seriam precisos novos paradigmas, uma mudança para dar privilégio ao significado sobre a ação. De longe os videojogos são o meio mais fascinante que a humanidade alguma vez criou."

Para Cage os videojogos têm o poder para nos fazer pensar de formas que os filmes e livros ainda não alcançaram mas acredita que existem jogos para todos, jogos para diferentes pessoas com diferentes expectativas.

"Tento explorar mais. Acredito que poderias criar uma experiência única criando uma peça de Shakespeare interativa." Será este o seu próximo projeto?

Salta para os comentários (63)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Xbox Series S com CPU melhor do que a PS5?

Mais um rumor da nova geração.

9 jogos indie anunciados para a PS5 / PS4

Shuhei Yoshida quer que a consola seja o melhor sítio para jogar indies.

Também no site...

9 jogos indie anunciados para a PS5 / PS4

Shuhei Yoshida quer que a consola seja o melhor sítio para jogar indies.

Crysis Remastered adiado por algumas semanas para ser polido

Aquela armadura tem que ficar a brilhar!

Xbox Series S com CPU melhor do que a PS5?

Mais um rumor da nova geração.

Comentários (63)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários