Ace Combat Infinity - O porquê da mudança para free-to-play

Director Kazutoki Kono responde em entrevista.

Estivemos à conversa com Kazutoki Kono, produtor chefe da série Ace Combat e um dos principais responsáveis pela direcção da série. Falámos sobre várias coisas, nomeadamente da passagem da série para o modelo free-to-play no próximo jogo Ace Combat Infinity.

Para lá do novo modelo de financiamento, conversámos ainda sobre a música, os modos de jogo e o que poderão os fãs esperar para o futuro do estúdio e da franquia.

1

Eurogamer Portugal: Obrigado pela entrevista, deixe-me começar por lhe perguntar o porquê da decisão de transitar uma série clássica como esta para um modelo free-to-play?.

Kazutoki Kono: A decisão teve a ver com um olhar para o estado da própria indústria, onde muitos dos títulos estão polarizados. Ou colocas um grande investimento na produção de um título e esperas vender muito bem, estilo 5 milhões de cópias, ou tens um pequeno investimento com uma equipa reduzida e aproveitas a dedicação dos fãs mais acérrimos.

O nosso alcance ao longo dos últimos anos tem estado no espaço de 1 milhão de unidades por jogo, e estes títulos têm passado por dificuldades que nos obrigaram a apontar as baterias para algo diferente, de modo a aumentar a nossa base de fãs. Isto foi o que nos levou a optar pelo modelo free-to-play.

Já que oferecemos o jogo gratuitamente, vai ser muito mais fácil convidares os teus amigos para experimentar o jogo. Se conseguirmos entre 3 a 5 milhões de descargas, podemos depois estudar com a nossa companhia quais as melhores oportunidades para futuro, para aproveitar esse interesse.

Eurogamer Portugal: Pode explicar-nos o modelo exactamente, que tipo de coisas planeia vender?

Kazutoki Kono: É mais uma questão de pagar por tempo, não existe nada que não sejas capaz de adquirir apenas pelo acto de jogar, desde que estejas disposto a jogar durante tempo suficiente.

As opções de pagamento servem aqueles que querem jogar, mas talvez não tenham tempo suficiente para conseguir desbloquear o que desejam, e assim podem comprar boosters e certos itens que de outra forma não conseguiriam.

O sistema não cai nunca no pay-to-win, onde alguém consegue comprar imediatamente um determinado avião de guerra. Gastas dinheiro por mais conveniência. Estamos também a estudar outras formas de financiamento, onde as pessoas poderão gastar dinheiro para testar outro estilo de jogo…

Eurogamer Portugal: Pode explicar melhor essa parte?

Kazutoki Kono: Ainda estamos a estudar a questão (risos), não podemos entrar em detalhes, mas queremos tentar algo diferente definitivamente.

Eurogamer Portugal: Existe uma história por detrás deste jogo?

Kazutoki Kono: Existe uma história sim, mas evitamos falar dela para não estragar a surpresa. Ao ver atentamente o trailer já se consegue perceber algumas coisas, existe uma ligação com eventos dos jogos anteriores, em alguns casos, revisitamos algumas coisas para revitalizar essas histórias.

Apesar disto, é importante ter em conta que a personagem principal és tu, o jogador. Poderás ter reconhecido algumas das personagens que aparecem no trailer, mas tu tens o papel principal. Queremos que o jogador sinta que é o piloto.

Eurogamer Portugal: Que novidades poderemos ver em termos de gameplay, quando comparado com os jogos anteriores?

Kazutoki Kono: Comparando com o Ace Combat: Assault Horizon, que teve bastantes adições às suas mecânicas, regressámos às raízes e tornamos a jogabilidade muito mais simples e focada nas mecânicas básicas.

Ao fazer isto, garantimos que as pessoas se habituam rapidamente aos controlos básicos, para que possam enfrentar os novos modos de jogo, incluindo o online. Ace Combat sempre esteve longe da simulação, sempre o consideramos um flight shooter, onde a simplicidade é chave. .

Eurogamer Portugal: Pensa que por ser um free-to-play, o principal foco estará no modo online?

Kazutoki Kono: Já que se trata de um título free-to-play, colocamos muita importância na comunicação entre os utilizadores, nesse sentido sim, o modo online tem um papel preponderante em Ace Combat: Infinity, mas isso não significa que a campanha irá ser sacrificada.

Este modo é muito importante para os fãs de Ace Combat, e à medida que atravessas a campanha, aprendes as mecânicas básicas para o online cooperativo, como ultrapassar as missões cooperativas. Esta aprendizagem pode não ser notada pelos jogadores, mas esse é o nosso objectivo.

Publicidade

Salta para os comentários (3)

Sobre o Autor

Aníbal Gonçalves

Aníbal Gonçalves

Redator

MMOs e RPG são com o Aníbal. Aliás existe um rumor na redação que a sua primeira casa é o World of Warcraft. Mas às vezes também o vemos a fazer uns exercícios. Não é mau de todo.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (3)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários