Peter Molyneux saiu em defesa da Electronic Arts, dizendo que não ela é aquilo que muitos querem fazer crer e que tem tido um papel importante na evolução da indústria dos videojogos.

1

Em conversa com o Kotaku, Molyneux falou sobre a aquisição da Bullfrog Productions por parte da EA, estúdio que o próprio ajudou a fundar e que ficou conhecido após o lançamento de Populous.

A EA na altura era a editora da Bullfrog, e acabou por adquirir o estúdio uns anos mais tarde, promovendo Molyneux ao cargo de vice-presidente e consultor da companhia norte-americana. Uns anos mais tarde ele acabou por deixar a companhia para fundar o Lionhead Studios.

"A EA não é um império do mal," disse Molyneux. "Eles são uma companhia que fizeram grandes coisas por esta indústria. Quando corporações compram companhias, muitas coisas mudam. Tens o problema onde os fundadores da companhia ganham muito dinheiro que muda essas pessoas e essas companhias."

"Tens o problema do que eu chamo de 'abuso de amor'. Quando a EA comprou a Bullfrog, eles queriam torná-la mais agradável. Eles mudaram-nos para um escritório agradável, onde não podíamos disparar uns contra os outros [com armas de pressão de ar] nos corredores. Tínhamos um departamento de relações públicas porque era algo apropriado para quem se dizia profissional. Mas isso mudou o sabor da companhia."

"Quando uma companhia é adquirida, isso muda a companhia. Às vezes, essa mudança pode, eventualmente, tornar a companhia melhor. Muitas vezes pode torná-la pior."

Publicidade

Sobre o Autor

Luís Alves

Luís Alves

Colaborador

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Mais artigos pelo Luís Alves

Comentários (22)

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários

Conteúdos relacionados

Últimas

Publicidade