Papers, Please vendeu mais de meio milhão de unidades

Lucas Pope contente com o sucesso e por estar lado-a-lado de The Last of Us nos BAFTA.

Papers, Please, um caso de sucesso inesperado na cena dos jogos independentes, vendeu mais de meio milhão de unidades, revelou Lucas Pope, o criador, numa entrevista conduzida pela BBC.

"É difícil descrever o jogo fazê-lo soar como divertido," disse Lucas Pope. Papers, Please retrata o quotidiano de trabalhar numa fronteira. A função do jogador é avaliar as pessoas e decidir quem passa para o outro lado. Entre as pessoas estão espiões, terroristas e transportadores ilegais.

"Papers, Please foi evidentemente desenhado para te fazer pensar, não era suposto ser divertido," continuou. "É um trabalho duro".

Nos BAFTA, Lucas Pope teve o gosto de ver o seu jogo a estar lado-a-lado de The Last of Us do Naughty Dog, entre outros gigantes da indústria, para ser nomeado para melhor jogo. The Last of Us acabou por levar o prémio para casa, mas para Lucas Pope, significou que não foi uma má decisão ter saído do Naughty Dog, onde tinha trabalho em Uncharted.

"Deixar o Naughty Dog foi uma jogada muito arriscada", disse. "Ter este tipo de sucesso, e agora estar ao lado deles, é um grande alívio - não desperdicei um excelente trabalho e não fiquei na ruína".

Salta para os comentários (1)

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (1)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários