Irrational Games, o estúdio de Bioshock, vai fechar

Levine quer concentrar-se numa equipa mais pequena e em jogos digitais.

O Irrational Games, o estúdio que criou Bioshock, chocou hoje o mundo dos videojogos ao anunciar, através de uma mensagem redigida por Kevin Levine, que vai encerrar as suas portas.

Na mensagem publicada no site oficial, Levine confessa que "embora muito orgulhoso do que alcançamos juntos, a minha paixão transformou-se em criar um tipo de jogo diferente daqueles que fizemos antes".

"Para enfrentar o desafio adiante, preciso de re-concentrar a minha energia numa equipa mais pequena com uma estrutura mais plana e relação mais direta com os jogadores. De muitas formas, será um regresso à forma como começamos: uma pequena equipa a criar jogos para a audiência core de jogadores".

Os funcionários do estúdio terão apoio financeiro e acesso às instalações para se despedirem, bem como oportunidades em outros estúdios da Take-Two.

O novo objetivo de Levine é criar "jogos conduzidos pela narrativa" com a característica de serem "altamente re-jogáveis". A melhor forma de criar uma relação mais direta com os fãs é focar a concentração "exclusivamente em conteúdos oferecidos digitalmente".

A nova equipa/estúdio de Levine estará englobada na Take-Two. Quanto a Bioshock, as rédeas serão entregues a esta editora, que deverá continuar a apostar em novos jogos.

Salta para os comentários (23)

Jogos em destaque neste artigo

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (23)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários