Microsoft fala sobre desempenho dos jogos multiplataforma na Xbox One

Diferenças entre versões de Tomb Raider: Definitive Edition acenderam o rastilho.

Ao que tudo indica, os primeiros grandes jogos multiplataforma para as consolas da nova geração parecem ter sido melhor adaptados na PS4 do que na Xbox One. E o debate sobre as diferenças de frames por segundo entre a versão PS4 e Xbox One da edição definitiva de Tomb Raider parecem ter acendido o rastilho.

Num longo podcast com a GamerTagRadio, Albert Penello, líder de planeamento da Xbox One, Xbox 360 e Kinect, veio a publico defender as capacidades da sua Xbox One para correr jogos multiplataforma.

"Olhem, eu tive muito tempo para pensar sobre isso e acredito naquilo que disse. Eu acredito que as diferenças entre a Xbox One e a PS4 não são assim tão grandes, eu sei o que se passa dentro dos bastidores e tenho acesso a mais informação sobre este assunto do que muitas pessoas. As pessoas às vezes têm tendência para negligenciar os pontos que estão a meu favor e gostam de destacar os pontos que dizem que eu estou enganado. Continuo a pensar que Ryse continua a ser o jogo mais bonito em qualquer plataforma. E ponto final," disse ele.

Penello descansou também os possuidores da Xbox One ao referir que a geração ainda agora começou e que ainda há muitos e fantásticos jogos pela frente.

"Se olharem para os títulos multiplataforma do lançamento da Xbox One, vão ver que eles são iguais ao da PS4. Penso que foram lançados 12 títulos na PS4 e Xbox One, com a maior parte deles a terem o mesmo desempenho nas duas consolas. Todos querem focar-se na taxa de fotogramas, há o Tomb Raider, existe algo com a resolução tudo bem, poderá haver uma série de razões que apontem para que isso seja verdade mas a consola ainda só está cá ainda há poucas semanas, vai ser uma geração longa."

"As pessoas que comprarem uma Xbox One vão ter uma geração de jogos incríveis que irão ficar cada vez melhores. Penso que estas pequenas coisas são demasiado exageradas em relação à qualidade dos jogos e às verdadeiras diferenças nas experiências que, na verdade, são muito pequenas," concluiu.

Salta para os comentários (60)

Sobre o Autor

Luís Alves

Luís Alves

Colaborador

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (60)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários