Iwata não vai demitir-se da Nintendo

Apesar de admitir responsabilidade nos maus resultados.

Depois do corte drástico nas previsões fiscais, o presidente da Nintendo, Satoru Iwata, pediu desculpas aos acionistas pelo rendimento da companhia.

Segundo o jornal nipónico Nikkei, Iwata admitiu ser responsável pelos resultados financeiros muito abaixo do esperado, e assinalou que agora o principal objetivo é recuperar o mais rápido possível, como tal não se vai demitir do cargo de presidente e vai tentar cumprir essa tarefa.

Segundo as estimativas iniciais a Nintendo 3DS deveria acabar este ano fiscal com 18 milhões de unidades vendidas, agora foram cortadas para 13,5 milhões, enquanto que a Wii U inicialmente deveria vender 9 milhões, passando agora para os 2.8 milhões.

Os cortes nas previsões alargam-se a outros parâmetros. A Nintendo espera registar agora uma perda líquida no valor de 25 mil milhões de ienes (175.6 milhões de euros). No lucro operacional, a previsão era um ganho de 100 milhões de ienes (702.4 mil euros). Na nova previsão observa-se perdas de 35 mil milhões de ienes (cerca de 245.8 milhões de euros).

"A revisão é muito pior do que esperado," disse Yusuke Tsunoda, um dos analistas da Tokai Tokyo Securities. "Será o terceiro ano consecutivo com um prejuízo operacional, o que levanta um problema sério de gestão".

Salta para os comentários (33)

Sobre o Autor

Luís Alves

Luís Alves

Colaborador

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Mais um vídeo de Returnal

11 coisas que tens de saber sobre o exclusivo PS5.

Castlevania Season 4 estreará em Maio e será a última

Mas a Netflix explorará este universo em novas séries.

Comentários (33)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários