The Witcher 2 esteve perto de ser cancelado

Em 2009 a CD Projekt estava com graves problemas financeiros.

The Witcher 2: Assassins of Kings esteve perto de ser cancelado devido a problemas financeiros na CD Projekt, de acordo com um artigo do Eurogamer.net dedicado à companhia.

O ano era 2009 e a crise económica fazia-se sentir por toda a Europa. A CD Projekt tinha acabado de dar início à sua divisão de distribuição e publicação de jogos que estava a sugar todo o dinheiro. A juntar a isto, os lucros do primeiro The Witcher tinham sido gastos em The Witcher: Rise of the White Wolf, um projeto para as consolas que acabou por ser cancelado.

Marcin Iwiński, o fundador da companhia, descreve este momento na história da CD Projekt como assutador. "Houve provavelmente um ano em que estávamos a raspar dinheiro para pagar os salários no final do mês".

A companhia acabou por ser salva depois de uma reverse takeover que possibilitou aparecer na bolsa de Warsaw, a capital polaca. Passados três meses, havia vários investidores interessados na CD Projekt.

Hoje, a CD Projekt tem dois estúdios e está financeiramente confortável, além de ter ganho imensos prémios e reputação com The Witcher 2: Assassins of Kings. Atualmente está a desenvolver a sequela, The Witcher 3: Wild Hunt.

Salta para os comentários (6)

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (6)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários