Produtores de The Witcher 3 descrevem Skyrim como "genérico"

Querem oferecer liberdade, no entanto, não querem cometer os mesmos erros que o jogo da Bethesda.

Uma das novidades que os jogadores vão encontrar em The Witcher 3 será a liberdade de explorar o mundo da forma que quiserem, algo que The Witcher 2 não ofereceu.

Mas ao implementar esta liberdade de exploração, os produtores não querem cometer os mesmos erros que The Elder Scrolls V: Skyrim, um jogo que descrevem como "genérico".

Numa entrevista com a revista Game Informer, um dos produtores referiu que "tentei lembrar-me de cinco personagens de Skyrim e nomeá-las apenas com a minha memória, não consegui porque a estória é muito genérica", acrescentando que apesar desta falha, a exploração é um dos pontos altos de Skyrim.

Fazer o mundo reagir às ações do jogador é outro aspeto que os produtores de The Witcher 3 querem ver no seu jogo, que novamente é algo que não encontraram em Skyrim.

"Podias realizar a mesma quest várias vezes, e em todas as vezes o NPC não se apercebia de que já a tinhas feito. Para tornar o jogo imersivo é necessário que todas as quests sejam feitas de modo a que o NPC reaja ao que estás a fazer."

A exploração e liberdade são, de facto, os pontos fortes de Skyrim, a apesar da sua crítica, os produtores de The Witcher 3 dão a entender que se inspiraram bastante no jogo da Bethesda, apenas não querem cometer os mesmos erros.

The Witcher 3 será lançado em 2014 para PC e "consolas com tecnologia de ponta".

Salta para os comentários (74)

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Conteúdos relacionados

Parte 2 de Fantasian está quase pronta

Mistwalker promete que será maior que a primeira.

Monster Hunter Rise acima dos 7 milhões de unidades vendidas

Resident Evil Village acima dos 4.5 milhões de unidades vendidas.

Crimson Desert adiado e sem nova previsão

Equipa precisa de mais tempo.

Digimon Survive adiado novamente

Só na segunda metade de 2022.

Também no site...

Recomendado | Death's Door - review - The Legend of Souls

Uma cativante experiência do início ao fim.

O que estamos a jogar - 31 de Julho

É tu, a que jogos tens dedicado o teu tempo?

Fortnite é um pesadelo, diz José Mourinho

Os jogadores passam demasiado tempo a jogar.

Parte 2 de Fantasian está quase pronta

Mistwalker promete que será maior que a primeira.

Comentários (74)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários