BioShock Infinite com um final "nunca antes visto num videojogo"

Ken Levine só não sabe se vai agradar aos jogadores.

Ken Levine referiu-se ao final de Bioshock Infinite, que só chegará às mãos dos jogadores em março de 2013, como "algo nunca antes visto num videojogo".

O designer de Bioshock Infinite não quer cometer o mesmo erro do primeiro Bioshock, em que a parte final do jogo foi considerada como a pior.

"Tinhas esta personagem fantástica, e quando ela desapareceu, a estória perdeu algum do seu vapor. É algo que levamos em conta neste jogo," comentou Levine com o Outside Xbox.

Bioshock Infinite será o contrário do primeiro Bioshock, em que "o enredo tornar-se mais interessante à medida que se desenvolve. O que Levine não sabe é se os jogadores vão gostar ou não do final, mas garante que "é único e particular neste mundo, para estas personagens e esta franquia".

Um final de um jogo pode originar bastante controvérsia. O caso mais extremo foi o de Mass Effect 3. A Bioware viu-se forçada a disponibilizar uma atualização gratuita com a versão Extended Cut do final para explicar melhor o que tinha acontecido.

Salta para os comentários (21)

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (21)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários