A EA não quer saber de Wing Commander

Criador revela que gostava de recuperar direitos da série.

Chris Roberts de Wing Commander revelou que adoraria recuperar os direitos da sua série e que gostaria de criar um novo jogo.

Se tivesse os direitos da série sem ter que responder à EA então Roberts ficaria muito interessado em criar um novo jogo, revelando ainda que é frustrante criar um mundo e depois ter que o deixar ir.

"Tive que o vender quando a Electronic Arts comprou o Origin, estúdio responsável pelo jogo, e não posso visitar esse mundo sem a permissão deles."

"Mas eles não querem saber daquele mundo. Eu quero saber daquele mundo."

Roberts tem um novo jogo em desenvolvimento, chamado de Star Citizen, e pretende que seja algo em grande. Quanto a Wing Commander, o último jogo saiu em 2007 para o Live Arcade e tinha como nome Arena.

Salta para os comentários (1)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Epic já perdeu mais de 380 milhões de euros com a sua Epic Games Store

Investimento a longo prazo significa fundos perdidos.

Outriders review - lootstorm

Ação frenética e repetitiva, mas agora com loot.

Rumor: PlayStation prepara resposta ao Xbox Game Pass

Quer reagir à popularidade do serviço da Microsoft.

Também no site...

Comentários (1)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários