A Nintendo Portugal escolheu o final da tarde de ontem para apresentar à imprensa nacional dedicada e generalista o seu novo sistema doméstico, a Nintendo Wii U, consola que poderá ser comprada a partir de amanhã.

O local eleito para mostrar a Nintendo Wii U foi o restaurante/bar Le Chat, localizado junto ao Museu Nacional de Arte Antiga, em Lisboa, com uma vista privilegiada para o Tejo e para a ponte 25 de Abril. Espaço dotado de uma arquitectura minimalista e bastante funcional, parecia que entrava em sintonia com o produto alvo de atenções, a Nintendo Wii U, a nova consola doméstica que assinala o arranque de uma nova geração de consolas e de uma nova forma de jogar.

O evento ficou também marcado pela variedade de jogos disponíveis para experimentação. De um lado os convidados podiam jogar Call of Duty: Black Ops 2 e Fifa 13, dois jogos "third party" orientados para uma audiência mais adulta ou "hardcore" e especialmente adepta das lides futebolísticas virtuais e jogos de guerra. Do outro lado, Nintendo Land e New super Mario Bros Wii U faziam as honras à produção da casa. Refira-se que estes jogos, assim como mais de uma dezena, poderão ser adquiridos a partir da meia-noite.

1
Jorge Vieira segura o mágico GamePad da Nintendo Wii U.

Jorge Vieira, relações públicas da divisão Nintendo para Portugal, fez depois uma apresentação bastante detalhada sobre a nova máquina da Nintendo, elencando as suas principais características. Num discurso orientado para a experiência de jogo que vai trazer a Wii U, uma série de slides aludiam aos pontos desenvolvidos. Jorge Vieira começou por revelar que a Wii U não é uma consola portátil, não é um tablet, nem uma portátil, desmistificando velhos mitos que se estabeleceram aquando da apresentação da máquina durante a E3 de 2011, mas sem rejeitar a oportunidade para esclarecer potenciais consumidores menos atentos.

Amplo destaque foi dado ao inovador GamePad, o comando que vai permitir uma nova forma de jogar graças ao particular mecanismo de interacção, o ecrã tátil. Enunciado como capaz de produzir 3 passos de magia, com ele os jogadores poderão experimentar uma jogabilidade assimétrica (um jogador serve-se do GamePad para executar funções exclusivas enquanto que outros jogadores executam tarefas distintas), sentir uma expansão do universo de jogo sem necessidade de pausas na acção e, por fim, deixar alguém ver o seu programa favorito pela TV enquanto que a experiência de jogo prossegue no comando e para qualquer divisão da casa (casa de banho incluída).

A Wii U fica também marcada pelo reforço dos laços da família, podendo desfrutar da experiência em conjunto devido à criação de várias contas de utilizador. No Warawara Plaza poderão ter um acompanhamento directo sobre o que estão a jogar os amigos que estejam ligados à consola. E aqui a importância passa pelo Miiverse, uma plataforma que a Nintendo disponibiliza para cada jogo e que permite aos jogadores trocarem comentários imediatos sobre a progressão. É um óptimo meio para recorrer caso estejam em dificuldades para prosseguir num determinado segmento e que pretende acima de tudo reforçar a ligação entre a comunidade.

Com a Nintendo Wii U os jogadores poderão também conversar entre si através do Wii U Chat, aceder à internet, descarregar demonstrações e jogos da eShop e ainda ver vídeos do YouTube através de um aplicativo especialmente desenvolvido para a consola.

A Wii U vai ser disponibilizada a partir da meia noite em 3 packs; Básico, Premium e ZombiU. O pack básico possui tudo o que é necessário para entrar na nova experiência, sendo que a consola possui um disco de 8GB. Já a versão Premium ZombiU, a mais guarnecida, está apontada para os que quiserem maximizar a experiência tendo logo o jogo ZombiU para entrar a toda a velocidade. A consola possui um disco interno de 32GB, um comando Wii U Pro Controller e mais alguns acessórios. Refira-se que podem ser ligados discos externos à consola, aumentando a sua capacidade de memória.

Publicidade

Sobre o Autor

Vítor Alexandre

Vítor Alexandre

Redator

Adepto de automóveis é assim por direito o nosso piloto de serviço. Mas o Vítor é outro que não falha um bom old school e é adepto ferrenho das novas produções criativas. Para além de que é corredor de Maratona. Mas não esquece os pastéis de Fão.