Depois da infame paródia ao fato Tanooki de Mario , que teve direito a uma resposta por parte da Nintendo, e após as várias tentativas de chamar a atenção com réplicas de diversos jogos, entre os quais o Super Tofu Boy ou New Super Chick Sisters, a PETA vira-se agora para o universo Pokémon.

Com o lançamento dos dois novos títulos da série na calha, Pokémon Black 2 e White 2, a organização que defende os animais apostou no jogo da Nintendo para relembrar a sua mensagem. O jogo, de nome Pokémon Black and Blue , tem como mote "Libertá-los todos" e propõe um motim levado a cabo pelos Pokémons contra os seus treinadores.

O resultado é um jogo no qual é criticada toda a essência da série, desde a inclusão dos Pokémons nas Pokébolas até ao combate entre os mesmos, e que ignora por completo fatores como a amizade entre os treinadores e Pokémons, tão invocada no universo. O último treinador a derrotar é Ash, um agora domador de Pokémons louco por dinheiro.

Diz a PETA que, se a organização existisse no mundo do Pokémon, o seu lema seria: "Os Pokémons não são nossos para usarmos e abusarmos deles. Existem pelas sua próprias razões." Abaixo podem experimentar o jogo e inclusive desbloquear o deck de cartas personalizadas para a ocasião.

Publicidade

Sobre o Autor

Ricardo Madeira

Ricardo Madeira

Colaborador

É redator e dá voz à Eurogamer Portugal. É um dos mais antigos membros da equipa, e ao mesmo tempo um dos mais novos. Confusos? É simples.

Mais artigos pelo Ricardo Madeira