Pachter: A saída dos fundadores da BioWare é um "golpe para a EA"

Afirma que a EA tem poucas grandes PI fora do estúdios, incluindo a DICE.

Depois do anúncio da retirada de Ray Muzyka e Greg Zeschuk, fundadores do estúdio BioWare, diversos analistas deram a sua opinião e Michael Pachter não quis ficar de fora.

Em declarações aos nossos colegas do Gamesindustry, o analista da Wedbush Securities, afirma "É um golpe para a EA. A empresa não criou PIs de grande sucesso fora da BioWare e DICE, onde apenas, talvez, Dead Space, seja a única exceção. Estes dois foram fundamentais na criação de Mass Effect, Dragon Age e SWTOR, e eu acho é difícil de encontrar um talento como este."

Patcher compara a saída dos dois fundadores com os Eagles, que pediram "reforma" umas "15 vezes nos últimos trinta anos".

Publicidade

Salta para os comentários (2)

Sobre o Autor

Jorge Soares

Jorge Soares

EG.pt Master of Puppets

Sempre ocupado e cheio de trabalho, é ele quem comanda e gere a Eurogamer Portugal. Queixa-se que raramente arranja tempo para jogar, mas quando está mesmo interessado num jogo, lá consegue arranjar uns minutos. Tem mau perder e arranja sempre alguma desculpa para a sua derrota, mas no fundo, é o que todos fazemos.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (2)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários