LittleBigPlanet Vita - Análise • Página 2

Sackboy prova que cabe no bolso.

Dentro de cada um dos mundos existem ainda níveis especiais, desbloqueáveis através de umas pequenas chaves que apanhamos nos níveis principais. Estes esteticamente são coincidentes com o mundo de LittleBigPlanet, mas em termos de gameplay podem oferecer experiências completamente diferentes, desde tipos de "Tetris" até esmagamento da toupeira Sack, uma recriação do "Fruit Ninja, "Bejewel" e por ai fora. É nestes mini desafios que a utilização do ecrã tátil surge com maior brilhantismo.

Ainda dentro do modo história temos o The Arcade, um espaço que oferece um conjunto de mini jogos, que em termos de estrutura me fez lembrar imenso os pequenos jogos modernos para smartphone, pequenas experiências em muito diferentes daquilo que conhecemos em LittleBigPlanet e ideais para micro sessões de jogo.

A narração da aventura funciona ao mesmo tempo com balões de texto e com a voz do narrador. No caso dos balões de texto, estes são sempre acompanhados de pequenos sons que proporcionam bons momentos de humor. Já no caso da narração em voz, confesso que joguei o modo história na língua original e apenas testei a narração Portuguesa já mais para o fim. Para quem preferir, mantem-se na mesma qualidade de sempre, pela voz de Nuno Markl.

Visualmente, LittleBigPlanet tem um excelente aspeto nesta versão de bolso, os níveis são carregados de detalhe e cor, mas mais importante ainda, é possível discernir as diferentes texturas dos objetos que formam um mundo de brincar cheio de vida e personalidade, que em termos gráficos, nada fica a dever à versão de sala.

"Se tivesse que ser analisado assim apenas como um jogo de plataformas, estaria já entre os melhores no mercado"

Claro que toda a diversão presente de origem no jogo é catapultada e perpetuada pelo tradicional modo criativo, onde os jogadores encontram possibilidades praticamente infinitas para dar largas à imaginação criando desde os níveis de plataformas tradicionais, até às suas próprias experiências de jogo completamente ímpares.

Este modo na Vita é em tudo semelhante ao de LittleBigPlanet 2 na Playstation 3, com a vantagem de adicionar ainda mais elementos, mas principalmente, a conveniência de poder utilizar as funcionalidades da Vita para interagir com as várias opções e ferramentas da construção de níveis.

Podemos mover, selecionar e/ou redimensionar os elementos com a ponta dos dedos o que torna confortáveis ações que de outra forma seriam dolorosas no mínimo. Outra possibilidade interessante é a de utilizarmos as câmaras frontal e traseira da consola para tirar fotos, e depois utilizá-las como autocolantes nos níveis. É de recordar também que todas as roupas que poderão ter comprado em LittleBigPlanet e LittleBigPlanet 2 da Playstation 3 estão disponíveis nesta versão da Vita.

Sendo um dispositivo portátil, é suposto que durante a maioria do tempo estejamos ligados à rede. Neste sentido, o online tem um papel preponderante neste título para a Vita, com suporte para 4 jogadores online e a possibilidade de desafiar os amigos utilizando a aplicação Near.

LittleBigPlanet entrega por completo o poder de level design aos jogadores e isso é impossível de julgar enquanto redator, se continuar a merecer o mesmo compromisso será fantástico, com conteúdo infinito para os jogadores desfrutarem. Basta um pressionar de um botão para entrar na zona dedicada à comunidade, onde podemos encontrar todo o tipo de criações, não podia deixar de recordar um clip inspirado no mais recente sucesso Gangnam Stlyle que arrancou umas boas risadas por aqui.

LittleBigPlanet é normalmente sinónimo de qualidade, mas ainda assim, esta versão para a Vita conseguiu-me surpreender, mantendo o que importa da experiência e adaptando-a muito bem ao formato portátil. Como comecei por dizer, faltavam "títulos obrigatórios" no catálogo da Vita e se tivéssemos que classificar algum dos jogos disponíveis como obrigatório, este seria sem dúvida um dos maiores candidatos.

9 /10

Publicidade

Lê o nosso Sistema de Pontuação

Salta para os comentários (11)

Sobre o Autor

Aníbal Gonçalves

Aníbal Gonçalves

Redator

MMOs e RPG são com o Aníbal. Aliás existe um rumor na redação que a sua primeira casa é o World of Warcraft. Mas às vezes também o vemos a fazer uns exercícios. Não é mau de todo.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (11)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários