Exclusivo: Pokémon Black & White 2 - Entrevista à GameFreak

Estivemos cara à cara com os diretores do estúdio de Pokémon. 

No mercado das portáteis, Pokémon Black & White 2 é indiscutivelmente um dos jogos mais aguardados deste ano, não apenas porque está inserido na extremamente popular série Pokémon, mas também porque a GameFreak fez desta sequela algo inédito em Pokémon, um sonho e uma aquisição obrigatória para qualquer fã

A convite da Nintendo Portugal, viajámos até Londres para entrevistar Unno Takao e Junichi Masuda, os diretores da GameFreak. Nesta entrevista procurámos saber mais informações sobre Black & White 2 que interessem tanto a veteranos como a novos jogadores. Para além disto, também colocámos questões mais abrangentes como qual a perspetiva da GameFrek da indústria japonesa dos videojogos.

Sem mais demoras, podem desde já ler a entrevista em baixo. Espero que gostem.

1
Junichi Masuda

Eurogamer: Porque razão decidiram fazer Black & White 2 em vez do Pokémon Gray? Esta é a primeira vez que um jogo de Pokémon recebe uma sequela. Há algum motivo especial?

Unno Takao: Existe uma característica em Black & White 2 chamada "Key System", e se levares essa chave para a outra versão do jogo, complementa-o.

Foi algo desenvolvido no final de Black e White, mas que não conseguimos introduzir no jogo, a não ser em Black & White 2. Para que funcionasse eram necessários dois jogos. É por isso que se chama "2", e também porque se passaram dois anos desde Black & White.

E também ouve outro elemento. Todos os rumores estavam a apontar para o Pokémon Gray, e o senhor Masuda queria surpreender toda a gente ao dar-lhe um nome diferente. Ele está contente com o nível de surpresa.

Eurogamer: Passaram-se dois anos desde o primeiro jogo. Que mudanças vamos observar na região de Unova?

Unno Takao: É uma sequela e passaram-se dois anos após a estória original. Existem novas cidades, um novo protagonista, novas personagens e uma nova rota ("Route"). Dois anos é um período em que muito pode mudar, mas de igual forma, não é imperativo que haja muitas mudanças. No fundo, existem algumas mudanças subtis em comparação com Black & White.

Eurogamer: Mas, podemos assumir então que a região de Unova melhorou em relação a Black & White, certo?

Unno Takao: Tal como no mundo real, existem grandes mudanças, pequenas mudanças. Mas não significa que sejam necessariamente boas, depende do ponto de vista. Especialmente com membros da Team Plasma, é fácil ver o que é bom e o que é mau. O jogador deverá ser capaz de ver isso.

Eurogamer: Qual é o Pokémon mais poderoso que se pode apanhar em Black & White 2?

Unno Takao: Black/White Kyurem é o Pokémon mais poderoso que podes apanhar. Também existem Pokémon poderosos no Dream Radar. Acho que os jogadores vão gostar de apanhá-los.

Eurogamer: Sei que é possível apanhar as "Therian Formes" de Tornadus, Thundurus e Landorus no Dream Radar. Mas que outros Pokémon posso apanhar através desde complemento para o jogo?

Unno Takao: É difícil dizer, porque depende da forma como jogas.

"Black/White Kyurem é o Pokémon mais poderoso que podes apanhar. Também existem Pokémon poderosos no Dream Radar. - Unno Takao"

Eurogamer: O que são aqueles locais secretos de Black & White 2 chamados "Hidden Grotos"? É verdade que se pode apanhar uma Eevee em qualquer um deles?

Unno Takao: Existem muitos Pokémon diferentes que podes apanhar nesses sítios secretos, mas gostávamos que fosse uma surpresa para os jogadores.

Eurogamer: Neste momento preciso de duas Nintendo DS para transferir Pokémon entre dois jogos que possuo. Existe alguma possibilidade de no futuro poder fazer o upload de Pokémon para um servidor em Cloud e descarregá-los noutro jogo?

Junichi Masuda: Sim, neste momento precisas de duas Nintendo DS para trocar Pokémon. No futuro gostariamos de explorar outras formas de trocar Pokémon, mas neste momento, ainda não temos nada particular em mente.

Eurogamer: Alguns Pokémon raros e lendários apenas são alcançáveis através de eventos Wi-fi. Não acham que distribuir Pokémon desta forma diminui a sua raridade?

Junichi Masuda: Não é a nossa intenção ao distribuir um Pokémon através do Wi-fi torná-lo menos raro. Penso nele como um presente, que pode ter um determinado nível ou certo ataque especial que um Pokémon norma não poderia aprender. Quando apanhas um Pokémon no jogo, há uma certa memória que fica associada a ele. É isso que também torna um Pokémon especial.

Publicidade

Salta para os comentários (17)

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Conteúdos relacionados

Lista dos Pokémon que NÃO estão em Sword e Shield

Chikorita, Cyndaquil e Totodile são alguns deles.

Anthem será remodelado e relançado, diz rumor

Bioware prepara ainda novo Mass Effect.

Days Gone distinguido pela sua narrativa nos Golden Joystick Awards

Actualização: Resident Evil 2 eleito Jogo do Ano.

Star Wars Jedi: Fallen Order corre a 1440p na Xbox One X

Podes optar por modo 1080p com rácio de fotogramas variável.

Também no site...

Comentários (17)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários