Pachter: "Colocar DLC no disco é ganância"

Embora defenda que não faz diferença como são entregues.

Colocar conteúdos adicionais no disco tem sido um dos temas mais acessos na área dos videojogos, principalmente desde que a Capcom incluiu lutadores adicionais bloqueados no disco de Street Fighter x Tekken.

Michael Pachter, um dos analistas mais conhecidos no que toca aos videojogos, comentou no último Pach Attack que essa prática é "pura ganância".

"Penso que os DLC têm tido tanto sucesso que as editoras estão a tentar dar um empurrão ao colocá-los no dsico, permitindo-lhes desbloqueá-lo quando quiserem," disse Pachter.

O analista chamou a atenção para o passado, quando os DLC só eram lançados seis meses depois do jogo. Para Pachter, foi a Take-Two com Red Dead Redemption que iniciou esta "moda" ao lançar conteúdos adicionais um mês depois da chegada do jogo ao mercado.

"Todos os DLC são ótimos. Os jogos estão a ficar mais pequenos e os DLC mantém as pessoas interessadas, é algo que dá lucro. Penso que não faz muita diferença como são entregues."

Caso consigam desbloquear os conteúdos bloqueados no disco, como alguns jogadores conseguiram em Street Fighter x Tekken, Pachter defende que devem ter acesso aos conteúdos sem pagar, porque o disco é vosso.

"Não estou certo se isso é roubar, porque de facto, compraram o disco. Está próximo de ser pirataria legal."

Salta para os comentários (31)

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (31)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários