Produtor acredita que Vita não terá os problemas de texturas da PS3

Para ele RAM da portátil aproxima-se à da Xbox 360.

Segundo Jakub Opoń, criador do jogo A-Men para a PlayStation Vita, a nova portátil da Sony não terá os mesmos problemas de texturas de que padecem alguns jogos multiplataforma na versão PS3.

Para ele a quantidade de memória RAM da Vita fará com que os jogos sejam mais estáveis com texturas com uma resolução mais alta que na PS3.

A Vita conta com 512MB de RAM e 128 MB de Video RAM contra os 256 MB de RAM e Video RAM que tem a PlayStation 3.

"Esta é a principal desvantagem para a PS3 contra a Xbox 360, porque a Xbox 360 tem meio gigabyte de RAM, por isso a qualidade das texturas é melhor nos jogos da Xbox 360. Podes ver essa diferença quando comparas dois jogos," disse ele em entrevista com o Eurogamer.

"A Vita não terá esse problema. Esta é uma boa solução. Isto diz aos produtores para não pensarem numa optimização mais complicada. Eles podem focar-se em fazer o jogo e não em como cortar na qualidade dos detalhes. E isso é muito importante."

"É muito fácil desenvolver jogos na Vita. É muito mais fácil que nas anteriores plataformas da Sony. O hardware é muito mais popular. É o mesmo tipo de hardware que podes encontrar no iPad 2, mas com o dobro da potência."

Para os que pensavam que a nova portátil poderia ombrear com a PlayStation 3, Jakub Opoń esclareceu que apesar das vantagens na RAM, a Vita não consegue fazer frente à consola doméstica da Sony que conta com o microprocessador Cell, que ajuda e muito nos cálculos da física, simulações e IA.

"Não é tão potente quanto a PS3, isso pode-se ver em Uncharted, acho que é um excelente exemplo para compararmos o poder do hardware de uma e outra consola."

Salta para os comentários (37)

Sobre o Autor

Luís Alves

Luís Alves

Colaborador

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Conteúdos relacionados

Recomendado | Death's Door - review - The Legend of Souls

Uma cativante experiência do início ao fim.

Fortnite é um pesadelo, diz José Mourinho

Os jogadores passam demasiado tempo a jogar.

O que estamos a jogar - 31 de Julho

É tu, a que jogos tens dedicado o teu tempo?

Artigo | Spider-Man: Miles Morales tem algo a ensinar aos jogos em mundo aberto

Insomniac Games ressuscitou uma sensação que pensava perdida.

Também no site...

Recomendado | Death's Door - review - The Legend of Souls

Uma cativante experiência do início ao fim.

O que estamos a jogar - 31 de Julho

É tu, a que jogos tens dedicado o teu tempo?

Fortnite é um pesadelo, diz José Mourinho

Os jogadores passam demasiado tempo a jogar.

Parte 2 de Fantasian está quase pronta

Mistwalker promete que será maior que a primeira.

Comentários (37)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários