February ALMS car pack - Forza Motorsport 4 - Análise

Com duo de vencedores de Le Mans.

Desde o passado dia 7 que se encontra disponível para descarga o February ALMS car pack para Forza Motorsport 4. Este pack é constituído por dez novos veículos e com ele a Turn 10 espera entusiasmar os adeptos do American Le Mans Series, um campeonato constituído por provas de resistência onde militam alguns dos veículos que podem encontrar neste conjunto. Trata-se de uma dezena de novos modelos, distribuídos pelas classes presentes no jogo. Como cabeças de cartaz vamos sempre à procura dos veículos mais rápidos e que prometem tornar a condução excitante. Encontramos assim dois pesos pesados de Le Mans, o Audi nº 2 R18 TDi da Audi Sport North America vencedor da prova em 2011 e o clássico intemporal Mazda 787 B de 1991, inscrito em Le Mans pela equipa oficial Team Mazdaspeed.

Ambos partilham a mesma categoria, assim como a propensão para provas de resistência, adaptando-se melhor aos circuitos com longas retas de forma a rentabilizar os imensos propulsores. Porém, há aspetos que os separam e isso também terá reflexos na condução de ambos. O Audi R18 é o mais moderno veículo da construtora germânica e surge aqui plenamente adaptado aos vigentes regulamentos do ACO. O interior é ligeiramente diferente dos modelos interiores e proporciona um bom campo de visão. O cockpit especialmente fechado torna a perspetiva interior mais emocionante. A distancia ao solo é diminuta e o ruído do motor não é tão fascinante como o Mazda, embora a leveza do veículo seja um dos fatores que lhe permite ser bastante ágil em curva. Não anda longe de um Fórmula 1 mesmo em termos de velocidade em curva e as travagens são muito rápidas.

Já o Mazda conserva os ingredientes dos colossais motores a gasolina construídos nos anos noventa. Nesse aspeto temos um carro bem mais vibrante e emocionante por comparação com o Audi. Dotado de um motor selvagem de 700 cavalos, o cockpit é invadido por um ruído tão característico quanto ensurdecedor. Em curva não é fácil manobrar, mas a travagem está lá enquanto não se cometem excessos. O interior é parco em botões por comparação com os modernos carros de Le Mans. Diria que o problema maior é a limitação do ângulo de visão para a pista por via da câmara interior. Um veículo que fez história e que é uma espécie de último Samurai já que foi com o Mazda 787B que uma construtora japonesa venceu pela última vez a famosa competição na classe máxima.

De seguida o Audi Sport Quattro S1. Outro veículo da construtora germânica que marcou uma legião de fãs em meados da década de oitenta, integrado no famoso e perigoso restrito grupo B dos carros de rali. Com tração às quatro rodas, este é um dos veículos mais fascinantes da competição automóvel. Em Forza 4 adapta-se a circuitos mais longos, mas é nas pistas montanhosas e particularmente em Fujimi Kaido que irão tirar todo o proveito dos seus mais de quatrocentos cavalos. Por fora todos o devem conhecer. Por dentro vão ficar agarrados.

O Panoz da Racing Abbruzi, nº 50, é outro representante do AMS. Dotado de um motor V8 capaz de gerar aproximadamente 500 cavalos este é mais um veículo que se integra bem em pistas rápidas, especialmente em Le Mans. Terá o seu espaço na lista de veículos desportivos de competição, mas tende a aproximar-se a outras propostas, pelo que poderão não usar tantas vezes devido à falta de elementos diferenciadores.

Segue-se o Bentley Continental GT da Platinum Motorsports. Surpreendeu-me bastante. Este carro consiste numa modificação do Continental GT. O seu aspeto pesadão e quadrado pode criar uma convicção errada, mas assim que saltam para o seu interior, uma volta ao circuito curvilíneo de Barcelona completado pela extensa reta é o local perfeito para tirar a limpo a velocidade ímpar e aderência à pista mesmo em condições difíceis.

O Dodge "Quinton Rampage" SRT8 é um carro especial. Tipicamente musculado a gosto dos americanos, oferece um trabalhar de motor único e apelativo. Alguns não apreciarão a lentidão no processo de seleção da mudança, mas de um modo geral, atendendo ao seu aspeto imponente, mas também à eficácia em circuito é o exemplo que nem só de musculatura se faz um automóvel. Para fotografar, deixará sempre imagens de respeito.

Numa categoria inferior mas não menos apelativa encontramos outros carros destinados a preencher categorias básicas. O Holden HSV GTS de 2011 traz todo o envolvimento da construtora australiana. Veículo apaixonante com uma tendência para fugir de traseira, resulta bem em qualquer circuito graças à sua elasticidade. O Ford Mustang Cobra R de 1995 é mais impressionante do que à primeira vista parece. Bastante rápido e ágil, tem boa tração e consegue desenvolver bem até nos circuitos rápidos. Em suma, um modelo americano com tradição e exclusividade. Por fim, os europeus poderão apreciar o Volkswagen Polo GTi e o Alfa Romeo 155 Q4. São os carros mais lentos do pacote e seguramente os menos apetecíveis. Apesar do bom andamento, não serão carros que irão conduzir muitas vezes.

Este DLC faz assim uma homenagem à competição ALMS. Apesar de parco em opções respeitantes à competição, oferece alguns desvios interessantes como o Audi Quattro S1 e o Mazda 787B. Já o Audi R18, vencedor da última edição de Le Mans, poderá ser cabeça de cartaz do DLC, mas ainda assim vou para o Mazda atendendo às suas características únicas e por ser modelo de uma geração que deixou saudade. A juntar a estes modelos apenas mais dois ou três serão tentadores. Os restantes poderão cair no esquecimento. Contudo, por 560 pontos podem comprar este DLC se o vosso objetivo passar por encontrar mais opções para conduzir nas míticas pistas que integram o ALMS. Se são titulares do "season pass" saibam que podem descarregar gratuitamente até seis conteúdos pagos, pelo que este é um desses conteúdos abrangidos pela fidelização ao jogo.

7 /10

Lê o nosso Sistema de Pontuação

Salta para os comentários (10)

Sobre o Autor

Vítor Alexandre

Vítor Alexandre

Redator

Adepto de automóveis é assim por direito o nosso piloto de serviço. Mas o Vítor é outro que não falha um bom old school e é adepto ferrenho das novas produções criativas. Para além de que é corredor de Maratona. Mas não esquece os pastéis de Fão.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (10)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários