Nintendo explica queda das vendas da Wii nos EUA

Afirma que está aberto o caminho para a Wii U.

É já um dado adquirido. A Nintendo lançará este ano a sua nova consola caseira, a Nintendo Wii U.

Este entusiasmo à volta da nova consola já começa a mexer com as decisões da companhia nipónica, e estão-se a reflectir nas vendas da Nintendo Wii.

Um dos dados mais recentes, referente às unidades vendidas nos EUA da Nintendo Wii, demonstram que a consola está já na sua linha descendente nas vendas.

Os últimos dados dão conta de 4.5 milhões de consolas vendidas em 2011, contra as 7 milhões de consolas vendidas nos EUA em 2010.

O mesmo não se pode dizer da Nintendo 3DS que tem crescido em unidades vendidas a cada mês, somando 4 milhões também no primeiro ano nos EUA.

Reggie Fils-Aime, presidente da Nintendo of America tem uma palavra a dizer sobre a razão da queda das vendas, e aproveitou o CES 2012, em Las Vegas, para poder prestar algumas declarações.

O jornal Los Angeles Times, teve a oportunidade de entrevistar Reggie Fils-Aime, onde foram abordadas estas mesmas questões.

Reggie Fils-Aime comentou, "A Wii está a chegar aos 40 milhões de lares aqui nos EUA, por isso de uma perspectiva de penetração estamos a chegar ao topo em termos de sistemas vendidos, por isso faz todo o sentido preparar o lançamento da Wii U".

O executivo comenta que com a Nintendo Wii U voltam a pisar um novo caminho, que o facto de atingir o HD e imagens fantásticas, isso não chega.

Destaca assim o seu comando inovador, considerando que têm que trazer novos tipos de entretenimento, novos tipos de jogos.

O que parece indicar com a entrevista, é que apesar de não ser referido nada sobre o hardware da Nintendo Wii U, a Nintendo está mais interessada na experiência de jogo, do que combater por poder de hardware das suas rivais.

Certamente que teremos mais informações até a E3 deste ano em junho.

Salta para os comentários (18)

Sobre o Autor

Jorge Soares

Jorge Soares

EG.pt Master of Puppets

Sempre ocupado e cheio de trabalho, é ele quem comanda e gere a Eurogamer Portugal. Queixa-se que raramente arranja tempo para jogar, mas quando está mesmo interessado num jogo, lá consegue arranjar uns minutos. Tem mau perder e arranja sempre alguma desculpa para a sua derrota, mas no fundo, é o que todos fazemos.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (18)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários