A BBFC, responsável britânica pela classificação dos jogos, recusa comparações entre os atentados bombistas em Londres em 2005 com as recentes imagens de Modern Warfare 3, na sequência da bomba que deflagra no centro da cidade.

O organismo entende que a perseguição que sucede à explosão, no metro londrino é muito diferente do ataque ocorrido em Julho de 2005 e que culminou com a morte de 52 pessoas.

O comunicado revela que é possível matar civis na estação do metro, mas ao contrário do que se passava em Modern Warfare 2 em que o jogador podia matar inocentes, progredindo na narrativa, desta vez isso não sucederá e o jogador voltará ao último ponto de gravação.

Por fim a BBFC decidiu-se em classificar este jogo como somente para adultos atendendo aos elevados momentos de violência, mas também ao contexto de situações como esta.

O jogo será comercializado amanhã e tem atraído recente controvérsia depois do vídeo que mostra uma mulher e filha perecerem num atentado bombista no Westminster.

Publicidade

Sobre o Autor

Vítor Alexandre

Vítor Alexandre

Redator

Adepto de automóveis é assim por direito o nosso piloto de serviço. Mas o Vítor é outro que não falha um bom old school e é adepto ferrenho das novas produções criativas. Para além de que é corredor de Maratona. Mas não esquece os pastéis de Fão.