John Taylor, analista da empresa Arcadia Research, considera que a acérrima concorrência entre os shooters, mais do que provocar problemas económicos nos jogadores, beneficia os vendedores de consolas, pois aumenta o interesse do público pelo hardware.

Em declarações com o IGN, Taylor referiu que, "Modern Warfare 3 e Battlefield 3 ajudarão nas vendas da Xbox 360 e PS3. Mas mais do que isso, e embora seja algo que tenha passado despercebido à imprensa, Battlefield 3 está a fazer com que se comprem milhões de novos computadores e que se façam atualizações."

Para Taylor, nenhum outro jogo desde Crysis teve tanto impacto sobre as vendas de hardware para PC. Para ele a diferença entre Battlefield 3 e Modern Warfare 3 é que os consumidores do primeiro são mais dados a jogar no PC, enquanto que os do segundo são os que gostam de jogar nas consolas.

Na opinião de Michael Pachter, analista que dispensa apresentações, na guerra entre Battlefield 3 e Modern Warfare 3, os jogadores que preferem o jogo da Activision fazem-no pelo seu multiplayer e que por cada utilizador que o jogo perder a favor do produto da EA DICE, nascerá um novo que apoia a série Call of Duty.

Publicidade

Sobre o Autor

Luís Alves

Luís Alves

Colaborador

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.