Tameem Antoniades, o chefe do estúdio Ninja Theory, acredita o modelo de negócio baseado nos jogos AAA está a estragar a inovação.

Numa entrevista com o GameIndustry.biz, Antoniades explicou que é difícil dizer não a um projeto AAA "quando tens uma equipa de 100 pessoas e tens que continuar com os pagamentos."

Inovar quando existe uma pressão comercial enorme, comum nos jogos AAA, é difícil. Por isso é que Antoniades aguarda ansiosamente pela "revolução digital".

"É uma oportunidade para criar jogos divertidos e para alcançares uma audiência alvo," disse Antoniades em relação aos jogos digitais. "Nos jogos físicos AAA existe uma pressão que penso estar a estragar a inovação e acesso a conteúdos criativos."

O preço colocado nos jogos AAA também não ajuda a situação, segundo Antoniades.

"Se estas a pagar tanto para comprares um jogo, não queres correr riscos- Queres que tudo esteja lá. Queres que seja uma experiência conhecida, uma diversão garantida. Isso não é saudável."

Antoniades conclui que, "A revolução digital está a acontecer neste momento, e não podia vir mais cedo. O modelo em que estamos agora, está a rachar."

A Ninja Theory está atualmente a produzir DmC Devil May Cry.

Publicidade

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Mais artigos pelo Jorge Loureiro