Ao longo dos anos, a franquia Call of Duty tornou-se sinónimo de sucesso de vendas e cada novo jogo consegue bater os recordes estabelecidos pelo seu antecessor.

No entanto, o Call of Duty deste ano, Modern Warfare 3, tem um forte concorrente, Battlefield 3. Obviamente que muitos estão curiosos sobre qual venderá mais, mas para Peter Moore, COO da EA, isso não é o mais importante.

Moore disse ao GameSpot que a estratégia da EA é ganhar terreno no mercado.

"Se olhares para o ano passado, podes argumentar que Call of Duty obteve talvez 90 porcento do mercado. Acreditamos que este ano conseguimos baixar para 70 porcento.

"Não temos que vender mais que Call of Duty para ter um ano com muito sucesso. Esta é uma estratégia a longo termo para ser um grande player, se não ultimamente um player dominante nesta indústria. Começa este ano."

Publicidade

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Mais artigos pelo Jorge Loureiro

Comentários (25)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários

Conteúdos relacionados

Battlefield 3 - Análise

A guerra como nunca antes vista.

Sony Japan anuncia o fim da produção da PS Vita

Brevemente deixará de vender a consola.

Rumor - Scalebound regressará como exclusivo Switch

A Nintendo vai ressuscitar um jogo dado como morto.

Negan espanca Heihachi nas novas imagens de Tekken 7

Novos lutadores chegam no final do mês.

Publicidade