MX vs. ATV Alive • Página 2

Menos do mesmo.

O equipamento e sistema de progressão merecem algumas considerações especiais. MX vs ATV Alive implementa uma espécie de sistema RPG, onde vencer corridas premeia tanto o jogador como o veículo com experiência, e subir de nível oferece novas habilidades e melhores características para o nosso veículo. O conceito é interessante, mas a sua utilização neste caso em particular deixa muito a desejar.

Hoje em dia cada vez mais jogos, dentro dos vários géneros, utilizam elementos RPG. Não tenho nada contra, aliás, sou um adepto confesso de uma boa utilização de elementos RPG, se for para criar uma experiência com profundidade e altamente imersiva combinada com o sistema de jogo, independentemente do género. Mas existe algo fundamental num jogo que decida ir por este caminho, a recompensa precisa ser coincidente com o trabalho exigido ao jogador. O problema é que ganhar experiência e desbloquear conteúdo não é uma tarefa fácil no caso de Alive.

2
Exemplo de uma MotoCross Superbike.

Atendendo à falta de conteúdo inicial, vemo-nos forçados a repetir várias vezes os mesmos eventos, as mesmas pistas, num grind duro e algo aborrecido. No final, o prémio sabe sempre a pouco, principalmente porque deixa-nos com a sensação que é algo que deveria estar disponível desde logo. Fico assim com a ideia que este sistema foi utilizado não com o objectivo de oferecer maior profundidade ao jogo, mas apenas como forma de encorajar o dispêndio de tempo, ou quem sabe até o desespero, para que os jogadores desistam e simplesmente comprem o conteúdo.

Claro que para combater a aborrecida repetição de jogar os mesmos cenários contra a IA vezes sem conta, nada melhor que defrontar outros humanos. MX vs ATV Alive suporta um modo de ecrã dividido para dois jogadores, numa pista de até doze competidores. Mas também um modo online de doze jogadores que também oferece experiência, e é imensamente mais divertido que o modo singleplayer. O sistema matchmaking do modo online parece algo aleatório, defrontámos regularmente oponentes vários níveis acima, impossíveis de derrotar. Mas também desfrutámos da possibilidade de espalhar a nossa classe contra adversários de nível mais baixo, que pouco conseguiram fazer contra nós.

3
Graficamente Alive está muito bem conseguido.

MX vs ATV Alive é um jogo particular, direccionado para um público específico, e de um modo geral cumpre. O facto de os eventos nos estádios repletos de gente serem substituídos por pistas “off-road” carregadas de lama e pó, esconde um pouco do espectáculo por trás da modalidade de MotoCross profissional. Ainda assim, os ambientes estão muito agradáveis, com boas texturas e uma boa profundidade, sem comprometer as frames por segundo. Isto tudo acompanhado por músicas rock, o barulho dos motores, e alguns sons irritantes quando embatemos nalgum tipo de obstáculo.

Em resumo, a ideia da THQ de oferecer um jogo mais barato, com menos conteúdo, mas ainda assim uma experiência sólida, proporcionando depois a possibilidade de aceder a mais conteúdo pago através de download, esbarrou na natural expectativa que a série trazia de Reflex. O próprio design do jogo parece feito para encorajar os DLC, um sistema de progressão propositadamente duro, e um modo multiplayer muito orientado pelo nível em detrimento da skill dos jogadores. De qualquer modo continua a ser o melhor do seu género, mas infelizmente demasiado igual ao seu antecessor, é um jogo que vale a pena para quem gosta da modalidade e nunca jogou Reflex.

6 /10

Lê o nosso Sistema de Pontuação

Salta para os comentários (9)

Sobre o Autor

Aníbal Gonçalves

Aníbal Gonçalves

Redator  |  Darthyo

MMOs e RPG são com o Aníbal. Aliás existe um rumor na redação que a sua primeira casa é o World of Warcraft. Mas às vezes também o vemos a fazer uns exercícios. Não é mau de todo.

Conteúdos relacionados

Versão física de Halo Infinite não inclui o jogo completo

Precisas de ligação à internet para efetuar download de dados.

Guerrilla mostra Aloy a combater com diversos inimigos

Para mostrar o que podes fazer com as armas de Aloy.

Sem ICO não existiria Dark Souls

Clássico PS2 mudou a vida de Miyazaki.

Revelado vídeo da versão inicial de ICO

Para comemorar os 20 anos do jogo.

Também no site...

Clockwork Aquario - Review - Colorido mundo

Há mais vida nos jogos de plataformas 2D.

Guerrilla mostra Aloy a combater com diversos inimigos

Para mostrar o que podes fazer com as armas de Aloy.

Sem ICO não existiria Dark Souls

Clássico PS2 mudou a vida de Miyazaki.

Comentários (9)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários