Depois dos problemas sofridos pela Sony no seu serviço online, a Activision está empenhada em garantir que Call of Duty: Elite, o novo serviço de subscrição da série Call of Duty, esteja completamente limpo dos batoteiros.

A série de acção na primeira pessoa tem sofrido várias vezes acções dos piratas nos últimos anos, alterando a experiência online de muitos jogadores que tinham adquirido o serviço de forma legal, e que viam as suas estatísticas a serem modificadas.

A distribuidora comentou que o novo serviço Elite, desenvolvido pela Beachhead, deverá garantir que estes problemas sejam coisas do passado.

"De um ponto de vista de desenvolvimento, nós definimos como grande prioridade a segurança," afirmou Chacko Summy, chefe da Beachhead. "Temos uma equipa dedicada na arquitectura do jogo, que irá garantir que nada do que o que desenhámos será exposto, e também estamos à espera de proporcionar segurança nos eventos e competições que eventualmente farão parte do serviço."

"Se nós construíssemos apenas uma plataforma e uma tecnologia, todos esses casos extremos continuariam a existir," disse Jamie Berger, vice-presidente da secção digital da Activision. "Este é o motivo pelo qual temos uma equipa destinada a adicionar um nível de entendimento humano, tratando os casos de forma individual. Nenhuma máquina poderá confirmar se um tipo está a fazer batota num jogo. Precisamos de pessoas para detectar esse tipo de problemas."

Publicidade

Sobre o Autor

Luís Alves

Luís Alves

Colaborador

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Mais artigos pelo Luís Alves