Ubisoft acredita que pode ser a número 1

Sente-se capaz de bater EA e Activision.

Yves Guillemot, CEO da Ubisoft, falou com o site MCV, sobre a decisão da Electronic Arts vender a sua parte da própria companhia gaulesa que até há bem pouco tempo ainda possuía, e as possibilidades e independência que esta situação lhes permite agora.

"Quando eles deixaram a Ubisoft, muitas coisas mudaram para nós. Tínhamos uma concorrente a possuir uma parte da companhia, e estávamos sempre com um certo receio quando tínhamos que decidir até onde podíamos ir," explicou Guillemot.

"O problema é quando tens a companhia número um dentro da tua própria casa, não podes comprar outra companhia que entrasse em conflito com eles ou com as suas estratégias," declarou ele.

"Agora que voltámos a ser inteiramente independentes se nos sentimos muito melhor, somos a companhia número 3 e tentamos derrotá-los. Passámos do número 25 para sermos a número 3, como tal pensamos que podemos continuar e é possível ser a número 1. Não é certo, mas estamos a seguir os passos que acreditamos que nos permitirão chegar até lá."

Salta para os comentários (16)

Sobre o Autor

Luís Alves

Luís Alves

Colaborador

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (16)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários