Rovio: "Os jogos de consola estão a morrer"

O modelo de negócio não é viável.

Peter Vesterbacka da Rovio, a produtora responsável pelo famoso Angry Birds, acredita que o modelo de negócio utilizado pelos jogos para consola está a morrer.

Na conferência South by Southwest Interactive, Vesterbacka criticou o modelo tradicional em que as companhias cobram entre $40/50 por um jogo que é difícil de melhorar.

Em relação aos jogos para telemóvel, Vesterbacka disse que ainda ninguém conseguiu descobrir ao certo um modelo de negócio, mas quando há um jogo com o sucesso de Angry Birds (que recentemente alcançou 100 milhões de downloads), existe claramente um oportunidade.

Para terminar, Vesterback confessou que está farto de ouvir falar em "jogos casuais", dizendo que não existe tal coisa como "filmes casuais" e defendendo que um jogador de Angry Birds pode ficar tão viciado e envolvido como em outro jogo qualquer.

Salta para os comentários (12)

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Conteúdos relacionados

ObrigatórioHorizon: Zero Dawn review (PC) - Inquestionável

Guerrilla Games entrega a edição definitiva.

PS5 Digital Edition custará 399€, prevê analista

A versão com leitor de discos custará 499€.

State of Play - Assiste em directo às 21h00 de Portugal

A Sony quer tornar a tua noite mais quente.

Xbox Live Gold vai continuar a ser pago

Microsoft diz que não tem planos para alterações.

Também no site...

Comentários (12)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários