Eurogamer - Os mais esperados 2011

Um ano quem promete imenso.

O ano de 2010 já lá vai, e aqui estamos nós para vos trazer um ano de 2011 que promete ser ainda mais arrebatador. Iremos percorrer galáxias, visitar masmorras, vencer adversário e saltar ainda mais alto em todos os desportos. Muitos de nós iremos embarcar em aventuras épicas, vencer monstros horrendos e também nos apaixonar. Mais que tudo isto, iremos ver qualidade e sentir o pulsar mais forte da indústria?

Sim, 2011 promete imenso, e apenas olhando para o número de jogos que sairão durante o ano, deixa qualquer amante de videojogos sem fôlego. Mas existem aqueles que nos deixam mais ansiosos que outros. Organizamos este artigo com aqueles jogos que mais desejamos em 2011. Estes são aqueles jogos que mais esperanças depositámos e que mais desejamos jogar. E vocês, quais são os vossos mais desejados?

Bruno Galvão

Batman: Arkham City - Xbox 360 - PS3 - PC

O ano de 2011 é em perspectiva um dos mais empolgantes de todos os tempos. Olhando para a lista de lançamentos chega quase a ser intimidador pois são tantos os títulos que aguardo que para escolher dois algumas séries acarinhadas ficaram de fora. No entanto, por entre todo um mar de enormes potencialidades e colossos em antecipação, existem dois títulos que sem qualquer dúvida são dois dos meus jogos mais aguardados e dois títulos que de forma alguma vou deixar passar. Um deles é já tido como a maior referência na sua plataforma e goza de um prestígio incomparável entre os donos de uma PlayStation 3 enquanto o outro é uma das referências no que a jogos de acção e aventura com super heróis diz respeito, falo de Uncharted 3: Drake's Deception e Batman: Arkham City, respectivamente.

Arkham City pega no estrondoso sucesso que foi Arkham Asylum e expande o seu conceito, melhora elementos aclamados e faz-se munido de evolução tecnológica. O prazer que foi jogar o primeiro no final do Verão de 2009 é ainda hoje uma das experiências mais singulares e espantosas que tive a oportunidade de conhecer e é para mim uma das referências desta geração de consolas de alta definição. O segundo segue as sugestões deixadas no primeiro e o director do asilo ganha as eleições da cidade e a primeira decisão que tem como Mayor é mandar fechar uma parte da cidade e meter lá os criminosos todos. Neste reino do caos organizado, vários grupos vão mantendo uma ordem, se é que se pode chamar assim, mas Batman não está convencido.

1
Novas personagens que prometem um enredo ainda mais rico.

O Homem Morcego investiga algo que certamente vai alargar-se para um enredo expansivo e envolvente pois o director desta cidade de criminosos é Hugo Strange, um vilão que conhece os segredos do herói e vários vilões tem já presença assegurada. Além do mais com a Catwoman confirmada o romance é inevitável, assim como o engano. Um espaço de jogo maior e mais rico em experiências de jogo, novas animações e movimentos tanto para combates como para a exploração e solução de mistérios, novos gadgets e ainda uma estrutura de jogo aparentemente mais proveitosa. Vamos ter também uma história principal e várias secundárias que podemos conhecer ao explorar a cidade. A forma como o primeiro desafiava criativamente o jogador parece ter sido tão melhorada que chega a ser espantoso em como tal foi possível. Graficamente parece portentoso e, resumidamente, se for uma experiência Arkham Asylum maior, melhor, mais dinamizada e aprofundada, então é indiscutivelmente um título a aguardar (im)pacientemente.

Uncharted 3: Drake's Deception - PS3

Uncharted 3: Drake's Deception quase que nem precisa de qualquer texto a explicar porque é tão desejado e aguardado. É a próxima entrada numa série que marcou-me nos anos mais recentes e que promete expandir-se para várias frentes mantendo sempre uma enorme qualidade em termos de enredo, personagens, acção e emoção. O sucesso de Uncharted nasceu do credibilizar e humanizar de protagonistas que não eram super atletas ou heróis mas sim "pessoas" que se podiam associar ao dia-a-dia e que tentavam viver aventuras. O jogo de emoções, se o título deixar a sugerir, vai ser explorado ao máximo e o foco em Sully vem trazer aos fãs elementos do passado de Drake e uma atenção especial a um aclamado personagem.

2
Os fãs acreditam que a Naughty Dog se pode ultrapassar.

Novamente vamos visitar vários locais pelo mundo fora, cada um com um ambiente e tom próprio e distinto dos outros criando um jogo com uma personalidade diversa mas forte. Pelo que já foi dado a ver, Uncharted 3 promete marcar novamente em termos gráficos e o nível revelado não só mostrou um Drake como novos movimentos e animações como também nos mostrou como os cenários podem começar a ter um papel mais activo na acção. A tarefa de ultrapassar os dois anteriores parece descomunal mas a prova do talento da Naughty Dog é toda uma comunidade o esperar e acima de tudo acreditar que tal vai ser conseguido. Muitas expectativas estão reservadas para o modo de vários jogadores e os desejos de um cooperativo inserido na história estão bem vivos.

Drake e Sully vão agora seguir na procura de uma cidade perdida no deserto e a história tem como base os textos de T.E. Lawrence o que por si só promete grandes momentos. Depois das cenas de perseguição e fuga no segundo ficamos a aguardar o que este deserto nos tem para oferecer e certamente que vamos ter mais para fazer na França para além de combater num castelo abandonado. Pelas emoções e diversão que os anteriores me deram, estes são sem dúvida os jogos que mais entusiasmo me suscitam para o próximo ano e são jogos que vou acompanhar de perto e saborear cada nova empolgante revelação.

Publicidade

Salta para os comentários (94)

Sobre o Autor

Eurogamer staff

Eurogamer staff

Colaborador

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (94)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários