Mega Man Universe

Diversão frustrante.

A série Megaman sempre foi conhecida pela sua dificuldade. Comparando com outros jogos, o normal é o difícil e o difícil é um pesadelo. A dificuldade pode tornar-se de tal forma irritante que só apetece atirar o comando contra a parede. Mas é precisamente este dificuldade que dá tanto gozo jogar Megaman. Depois de imensas tentativas é impossível não sentir um enorme satisfação quando finalmente conseguimos passar um nível.

Megaman Universe segue este estilo de jogo. A versão que chegou à nossa redacção (a que foi vista na Tokyo Games Show) serviu para elevar as nossas expectativas em relação a esta nova entrada na série, apesar de ter apenas três níveis.

As dificuldades nesta versão são três – fácil, normal e difícil – uma para cada nível. Mesmo tendo conhecimento da dificuldade de Megaman, e que a minha habilidade em jogos de plataformas está enferrujada, decidi arriscar e optar primeiramente pela dificuldade normal.

Antes de avançarmos para o nível surge um menu para escolhermos uma das seis personagens: Megaman, Rockman, Megaman Ver.NA, Gust Man, Metto Man e Chopman As armas especiais e estatísticas de cada são diferentes, fazendo com que umas sejam mais fortes e outras mais fracas. Optei por escolher o Gust Man porque é uma personagem bastante equilibrada em todos os aspectos.

O primeiro contacto com a jogabilidade em si é estranho. Leva alguns momentos até criar um hábito para com a velocidade e os saltos de personagem. É preciso precisão e olhos fixos no ecrã para saltarmos com sucesso para as plataformas que se movimentam de um lado para o outro. Basta um pequeno descuido para cairmos e voltarmos ao final do nível.

Jogar Megaman Universe é como voltar atrás no tempo. Começamos com três vidas, se as gastarmos perdemos todo o progresso e iniciamos de novo o nível, mesmo depois de termos passado por um checkpoint a meio do nível. A frustração que isto pode criar imensa, imaginem que estão quase no final de um nível super difícil apenas com uma vida e perdem. Isto obriga a ser quase perfeito na execução de cada movimento, salto e uso das armas, bem como saber de cor tudo aquilo que tem que ser feito para concluir um nível.

Depois de literalmente ter levado uma tareia do jogo na dificuldade normal, lá tive que reduzir o meu orgulho e seguir pela dificuldade fácil. Mesmo nesta dificuldade devo ter precisado de umas dez tentativas para conseguir passar. A parte final requisitava saltar em pequenas plataformas enquanto era atacado por uns inimigos voadores que largavam uns ovos que se transformavam em múltiplas criaturas pequenas.

e
Aqueles quadrados vermelhos são manhosos, aparecem e desaparecem.

A exploração dos níveis é recompensador, não só encontramos "carredores" para as nossas armas especiais como encontramos vidas, algo valiosíssimo em Megaman. Com a exploração encontramos também caminhos alternativos, e foi desta maneira que finalmente passei o nível de dificuldade normal.

O visual é consiste basicamente nos Megaman clássicos com gráficos em alta definição. Não é nada de impressionante mas mantém aquele estilo retro da série.

Os conteúdos nesta versão são escassos, no entanto sabemos que a versão final iremos poder personalizar as personagens ao nosso gosto e que Ryu de Street Fighter estará jogável. Além disto, estará presente uma ferramenta a criação níveis.

No fundo Megaman Universe não parece ser mais que a jogabilidade já conhecida da série acompanhada de visuais em alta definição. Ainda assim, diverti-me e senti aquele bichinho do vício durante o tempo que joguei Megaman Universe.

Publicidade

Salta para os comentários (4)

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Conteúdos relacionados

Dev Kit PS5 renderizado em 3D

Será uma amostra do design da consola.

Death Stranding - Trailer gameplay a 4K

Vê gameplay do jogo com mais qualidade.

Cyberpunk 2077 estará no Tokyo Game Show

Spike Chunsoft promoverá o jogo da CD Projekt RED.

Também no site...

Dragon Ball Z: Kakarot destaca Cell nas novas imagens

O poderoso guerreiro vindo do futuro.

Ghostrunner recebe vídeo com gameplay

Acção frenética na primeira pessoa.

Cyberpunk 2077 estará no Tokyo Game Show

Spike Chunsoft promoverá o jogo da CD Projekt RED.

Comentários (4)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários